Conheça as principais características de cada geração de trabalho e saiba como a mistura entre elas pode trazer vantagens e problemas

Características de cada geração de trabalho

Nos dias de hoje, o cenário empresarial se apresenta com cada vez mais misturas, tecnologias e visões, e quem está inserido no mercado de trabalho sabe o quanto esse mix pode influenciar tanto em problemas como em soluções – deixando líderes e subordinados com grandes dúvidas e até temores em relação ao caminhar do mercado. Mas a explicação para o que vemos hoje é simples, e se resume nas características de cada geração de profissionais que atua no mercado de hoje, precisando trabalhar em sinergia; algo que nem sempre é possível.

Por meio da observação das características de cada geração de trabalho é possível identificar que (principalmente em função da grande diferença de idade e visões) essa mistura é responsável por um grande desconforto por parte dos profissionais: algo que pode tanto impulsionar a adaptação e o sucesso como levar uma empresa ao declínio em diferentes dimensões.

Tida como a novidade promissora do mercado, a geração Y (que também é chamada de Millennials e inclui os profissionais entre 18 e 32 anos) é a mais conectada e entusiasmada, tendo como principais vantagens a habilidade nata com tecnologias e mídias sociais. De acordo com o estudo específico de mercado feito pela Ernst & Young, os Millennials superam a sua geração anterior (batizada de X, que inclui os trabalhadores de idade entre 33 e 48 anos) em colaboração, adaptação e empreendedorismo: fatores de grande valia no cenário de hoje.

Entretanto, embora sejam superadas pelos Millennials nestas questões distintas, a geração X ainda é tida como insuperável em outros fatores absolutamente importantes, incluindo geração de receita, flexibilidade, resolução de problemas e gerenciamento. Mais próximos dos Millennials – tanto em idade como em forma de pensamento – os profissionais X têm menos dificuldade em interagir e desenvolver um respeito mútuo com sua geração anterior; algo que não acontece com os Baby Boomers.

Com idade entre 49 e 67 anos, os Baby Boomers são produtivos, trabalhadores, lidam bem com tarefas em equipes e são essenciais para o desenvolvimento e a inspiração das demais gerações. No entanto, diversidade, flexibilidade e liderança não estão entre os seus pontos fortes, e são estes fatores que acabam influenciando de maneira mais forte a falta de entrosamento das gerações no mix que o mercado encontra nos dias de hoje.

Independentemente da geração, é necessário que os profissionais (assim como seus líderes) encontrem as melhores maneiras de promover a sinergia entre as variadas visões e posturas de trabalho apresentadas pelas diferentes gerações; possibilitando o trabalho em conjunto e a adaptação de ideias entre elas para obter resultados cada vez mais positivos e produtivos.

Imagem: reprodução

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário