Embora as tendências mundiais apontem para uma igualdade maior, presença de mulheres no mercado de trabalho cai durante o ano de 2013

mulheres-mercado-trabalho6

Ao longo dos últimos anos, uma série de reportagens e pesquisas internacionais apontou para uma igualdade maior entre os gêneros em um futuro relativamente próximo; no entanto, um estudo realizado pelo Seade – Sistema Estadual de Análise de Dados mostra que a presença de mulheres no mercado de trabalha diminuiu na região metropolitana de São Paulo – passando de 56,1% em 2012 para 55,1% no ano passado.

Embora essa queda de apenas um ponto percentual da presença de mulheres no mercado de trabalho possa ser considerada preocupante para alguns, o número do desemprego entre estas trabalhadoras pode, de alguma forma, trazer certo equilíbrio e otimismo para o público feminino; já que essa taxa também diminuiu ao longo do período – passando de 12,5% em 2012 para 11,7% em 2013 (a menor taxa de desemprego entre as mulheres registrada em mais de uma década).

Mesmo com essa pequena queda de participação, parte das tendências mundiais de uma maior igualdade entre os gêneros se confirma nos resultados da pesquisa, que mostra que a proporção dos valores recebidos pelas mulheres em relação aos homens registrou um pequeno crescimento entre 2012 e 2013 – aumentando de 75,5% para 77,1%.

Apresentando um rendimento médio por hora superior ao dos homens, as mulheres aumentaram em 0,8% nesse quesito no mesmo período de tempo – enquanto os homens registraram queda de 1,3% na mesma questão (promovendo parte das mudanças de salário entre os gêneros).

Entretanto, apesar de tantas mudanças significativas, a taxa de mulheres ocupadas quase não mudou ao longo desse tempo; já que, em 2012, somava 45,8% do público feminino e, agora, comporta 45,9% das profissionais mulheres neste grupo.

Imagem: reprodução

ebook_5_praticas_para_motivar

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário