A saúde dos executivos brasileiros e as 20 doenças que mais os afetam nos dias de hoje

executivos-brasileiros

Ao longo dos últimos dez anos, é cada vez mais comum ouvir sobre o quão fragilizada anda a saúde dos executivos brasileiros – prejudicada em função de uma rotina frenética que promove pouco equilíbrio entre trabalho e vida pessoal e cada vez menos tempo dedicado à construção de alguma qualidade de vida.

Ar condicionado, muitas horas à frente do computador (nem sempre com uma postura adequada), alimentação pouco regrada, e o sedentarismo – em função de cargas horárias de trabalho que não permitem tempo para a prática de atividades físicas com frequência) também entram na lista dos fatores relacionados ao trabalho que andam prejudicando o bem-estar dos executivos brasileiros.

Pensando nisso, a operadora de saúde Omint realizou uma pesquisa tendo esse público como foco principal, e 18 mil entrevistados forneceram os dados para que fosse determinada uma lista com as doenças e os problemas mais comuns entre os executivos brasileiros nos dias de hoje – incluindo desde o excesso de peso e o colesterol alto até problemas como os da insônia, depressão e ansiedade.

Confira, a seguir, as 20 doenças que mais andam perturbando os executivos do território nacional:

  1. Rinite (25,79%)
  2. Alergias de pele (20,99%)
  3. Problemas de visão (17,90%)
  4. Ansiedade (17,87%)
  5. Dor no pescoço ou no ombro (17,66%)
  6. Excesso de peso (16,12%)
  7. Dor de cabeça frequente (14,92%)
  8. Colesterol alto (12,00%)
  9. Asma ou bronquite (11,45%)
  10. Insônia (9,16%)
  11. Dor nos braços ou nas mãos (9,16%)
  12. Pressão alta (7,96%)
  13. Dor crônica nas costas (7,48%)
  14. Depressão (7,34%)
  15. Gastrite crônica (4,18%)
  16. Doença da tireóide (3,64%)
  17. Problemas de audição (2,57%)
  18. Úlcera (2,47%)
  19. Diabetes (1,34%)
  20. Artrose ou artrite (1,17%)

Imagem: reprodução

Auto-avaliação Departamento Pessoal

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário