Estudo aponta as principais características de perfil e comportamento presentes em um líder de sucesso

 

Líder

A atuação e as principais competências de um líder são pautas constantes do setor de recursos humanos. Tendo o poder de satisfazer funcionários e impulsionar empresas inteiras para níveis de excelência em quesitos como produtividade e sucesso, o trabalho de um líder requer muita atenção e dedicação para não gerar problemas ao invés de soluções.

Com isso em mente, a Wyser – divisão de gerência da empresa italiana RH Gi Group – elaborou um estudo para definir algumas das principais características do perfil de um líder de sucesso, contando com a participação de executivos de seis países diferentes: Brasil, China, Índia, Bulgária, Sérvia e Itália.

Por meio da análise de entrevistas de mais de 1,4 mil gerentes de diferentes nacionalidades, a pesquisa afirma que adjetivos como ética e inovação são fundamentais para os profissionais que desejam ocupar postos de liderança dentro de empresas. Entre os brasileiros participantes, 38% creem que os princípios éticos são os mais importantes para um líder, sendo que 34% deles acreditam que ter autonomia e responsabilidade também é um fator primoridial nesse aspecto.

Entre os países participantes, o Brasil também ganha destaque na valorização do pensamento inovador de profissionais. Além disso, o estudo mostrou que – ao contrário das tendências mundias – os países envolvidos na pesquisa ainda não priorizam ferramentas como redes sociais na hora de recrutar novos talentos – tendo sites de emprego, empresas especializadas e o networking com colegas como principais fontes para a busca de talentos.

O tempo de recolocação no mercado também foi abordado no estudo – divulgado pelo jornal Valor Econômico – e, enquanto os chineses se mostraram os mais otimistas (prevendo um novo emprego em cerca de três meses de procura), brasileiros e italianos dizem ser necessários cinco meses para se recolocar no mercado; classificando os sérvios como os mais pessimistas, com a perspectiva de um novo cargo em uma média de tempo entre 14 e 16 meses.

Imagem: reprodução

 

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário