Saiba quais são as profissões mais procuradas pelos jovens dos dias de hoje e em que tipo de segmento elas se encontram

profissoes-mais-procuradas-jovens

O domínio que a geração Y (também chamada de geração dos millennials) exerce no mundo corporativo de hoje faz com que os profissionais de Recursos Humanos precisem se adaptar aos desejos dessa nova força de trabalho – e descobrir as profissões mais procuradas pelos jovens da atualidade é o primeiro passo para possibilitar a atração e retenção dos jovens talentos.

Pensando nisso, a consultoria de gestão e tecnologia Accenture realizou uma pesquisa especial com uma amostra de quase 2,5 mil estudantes universitários de oito países diferentes, traçando o perfil das profissões mais procuradas pelos jovens na atualidade. Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Rússia, Índia e China foram os locais usados como base para o estudo, que relevou os dados abaixo.

As áreas profissionais mais desejadas pelos entrevistados

  • Telecomunicações (39%)
  • Bancos (38%)
  • Mídia e entretenimento (35%)
  • Estatais (33%)
  • Tecnologia e eletrônicos (32%)
  • Indústria farmacêutica (8%)
  • Varejo (8%)
  • Fabricantes de equipamentos industriais (7%)
  • Seguros (6%)

Tipo de companhia mais desejado para iniciar a profissão

  • Grande (40%)
  • Média (12%)
  • Pequena (6%)
  • Governo (16%)

Levando em conta que quase 60% dos entrevistados afirmaram que buscam alcançar cargos altos nas empresas em que atuarem, os postos mais desejados pelos jovens trabalhadores são:

  • Diretor de TI (24%)
  • Diretor de operações (20%)
  • Diretor executivo (18%)
  • Diretor de marketing (17%)
  • Diretor de relações com o cliente (15%)
  • Diretor de vendas (10%)
  • Diretor financeiro (8%)

Embora o perfil de atuação buscado internacionalmente seja bastante variado, entre os jovens brasileiros também há preferências específicas, como exposto a seguir:

  • As profissões mais buscadas pelos jovens brasileiros são relacionadas à ciência da computação e matemática (21%), engenharia (9%) e área financeira (8%)

É importante que os jovens saibam também que ter os melhores currículos não signifca que sejam os melhores candidatos.

Imagem: reprodução

 

Auto-avaliação Departamento Pessoal

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário