Como funcionários e colaboradores podem usar a ausência da chefia para mostrar mais valor no trabalho

ChefiaChefia ausente no ambiente de trabalho não é algo incomum nos dias de hoje. Seja por uma vida empresarial muito atribulada ou pela facilidade que oferecem as novidades tecnológicas desta geração, é cada vez mais comum que funcionários e equipes inteiras acabem se sentindo abandonadas por seus chefes em muitas ocasiões. No entanto, apresenta-se aí uma ótima oportunidade para que colaboradores possam mostrar valor e produtividade a empresa onde trabalham, ganhando pontos positivos e abrindo espaço para promoções na carreira.

Tendo em vista que no mercado atual a chefia acaba sendo muito cobrada a entregar resultados trabalhando com equipes pequenas, não fica difícil entender as razões da ausência de gerentes, que tem dificuldade em administrar em suas agendas e falta de tempo necessário para delegar e comandar seus próprios subordinados.

A questão pode trazer tanto benefícios como pontos extremamente negativos para um ambiente de trabalho, já que, no caso de uma equipe despreparada, a ausência de um líder pode significar a parada quase completa da produtividade. Entretanto, com informações, motivação e responsabilidade, equipes podem exercer suas funções quase sem mudanças tanto na ausência como na presença de seus chefes, mostrando-se cada vez mais importantes para o bom funcionamento da empresa.

Em um mundo ideal, o fato de um líder não estar no ambiente de trabalho deveria afetar o mínimo possível o seu time, no entanto, para que isso seja possível, diversos fatores devem ser levados em consideração, e os líderes devem estar bem preparados para poder indicar e ensinar seus funcionários a seguir adiante com projetos e funções independentemente da sua presença.

Fornecendo as ferramentas necessárias para seus subordinados, sabendo o nível de expectativa que se pode ter em relação a cada um de seus colaboradores e treinando-os de uma maneira eficiente, os líderes conseguem resultados mesmo sem estarem presentes, de fato, no ambiente empresarial.

Mas é importante lembrar que, para ter uma equipe que consiga uma boa performance sem comando, é o próprio comandante quem deve viabilizar esse tipo de proatividade, ajudando colaboradores a se mostrarem mais úteis, fiéis, indispensáveis para a empresa e, acima de tudo, confiáveis.

Imagem: reprodução

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário