Conheça as competências do RH e saiba o que o setor pode ou não fazer pelos funcionários de uma empresa

Competências de RH

As competências do RH são muitas e, para quem trabalha em grandes empresas é de grande valia saber bem sobre o assunto. Responsável por tarefas que incluem a atração de novos talentos e o desenvolvimento de planos de benefícios corporativos, além de estratégias de motivação no ambiente de trabalho, o setor de recursos humanos pode ser a peça-chave para o sucesso ou o desastre de uma empresa e seus colaboradores.

Tendo tantos aspectos dentro da sua área de atuação, o setor de recursos humanos de uma empresa também tem o gerenciamento de crises entre empresa e empregados como um de seus principais desafios. No entanto, os colaboradores de uma corporação devem saber bem sobre as competências do RH antes de levar problemas ao setor, já que, em muitos casos, o que é bom para a empresa pode não ser bom para o funcionário.

Com isso em mente, é importante que funcionários lembrem sempre que, em primeiro lugar, o trabalho do setor de recursos humanos é o de beneficiar a empresa em questão, ou seja: sua lealdade é, primeiramente, voltada para a corporação.

Obviamente, por ter a retenção de talentos entre as suas principais funções, é possível que os profissionais da área possam ter o papel de conciliador em questões que envolvem ótimos colaboradores comandados por gerente irredutíveis mas, como já foi dito anteriormente, nem sempre o que é bom para a empresa é igualmente benéfico para o trabalhador, que pode sair perdendo em “batalhas” desse tipo.

Descrito desta forma, pode se ter a impressão de que o setor é, na realidade, quase maléfico com os funcionários de uma empresa, no entanto, esse tipo de situação não ocorre por uma questão de cinismo por parte do RH, mas sim, porque encontrar a melhor solução para a empresa é a função principal dos profissionais dessa área, criada, justamente, para ter os interesses da corporação em primeiro lugar.

Não faz parte do trabalho do setor manter segredos sobre à posição de funcionários em relação à empresa, por exemplo, e o profissional de RH é quem deve analisar se determinado tipo de informação deve ou não ser dividido com o alto escalão. Por isso, mais uma vez, é importante ter em mente que a área não foi criada para defender funcionários de seus chefes e, portanto, levar questões ao departamento sem uma prévia análise de sua situação pode acabar prejudicando sua posição na empresa, ao invés de melhorá-la.

Imagem: reprodução

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário