Saiba que tipo de comportamento evitar na hora de entrevistar um candidato para ser um recrutador eficiente

Saiba que tipo de comportamento evitar na hora de entrevistar um candidato para ser um recrutador eficiente

entrevistar candidato

Enquanto muitos se preparam fortemente na hora de participar de uma seleção profissional, há quem esqueça que, para entrevistar um candidato, também é necessária uma boa dose de treino por parte do recrutador que comanda esse encontro – deixando de lado o fato de que, para uma empresa, esse tipo de preparo é fundamental para evitar contratações que gerem perda de tempo e, principalmente, prejuízos.

Tendo em mente que é, justamente, na hora de entrevistar um candidato que o recrutador tem a oportunidade de verificar a sua compatibilidade com o perfil da vaga – e prever se aquele profissional será capaz (ou não) de executar o que é específico à função para a qual se candidatou – fica claro que estar prevenido para não cair em mentiras ou armadilhas é essencial para quem comanda essa importante entrevista.

Dito isso, descubra (na lista a seguir) que tipo de atitude evitar na hora de conduzir uma entrevista de emprego – otimizando o seu tempo e adquirindo novas táticas para identificar os candidatos certos para a posição a ser preenchida:

  • Não fazer um planejamento
    Se planejar e ter em mente os principais pontos importantes para a empresa e para a vaga específica é essencial para a identificação do profissional certo para a função.
  • Manter o foco no passado e no presente
    Não se pode esquecer do futuro na hora de entrevistar um candidato; até por que, se contratado, esse futuro será transcorrido na sua empresa de atuação (e para a qual você escolheu o profissional em questão).
  • Não ter perguntas previamente formuladas
    Saber o que será perguntado e o que é, de fato, importante saber sobre o candidato e a sua experiência é a base de uma boa e esclarecedora entrevista profissional.
  • Focar apenas no discurso do candidato
    Notar os sinais corporais emitidos pelo candidato na hora da entrevista é fundamental, e confiar somente no discurso do profissional pode ser uma grande armadilha – portanto, mantenha o ‘desconfiômetro’ ligado.
  • Ter apenas um entrevistador
    Contar com mais de um profissional para entrevistar um candidato pode ser a melhor forma de tomar uma decisão bem informada sobre a compatibilidade de um candidato com uma vaga específica.
  • Não se preparar física ou mentalmente para a ocasião
    Não estar descansado fisicamente ou bem preparado mentalmente pode atrapalhar muito a visão e o poder de percepção de um recrutador.

Imagem: reprodução

Onboarding de Funcionários

 

 

Sobre o autor

Equipe Convenia