Conheça as principais características e fatores que resultaram na evolução do perfil profissional em todo o mundo

Evolução do perfil profissionalA evolução do perfil profissional global vem acontecendo desde sempre, no entanto, ao longo dos últimos cinquenta anos, as mudanças no mercado de trabalho e no perfil dos trabalhadores mudaram de forma realmente drástica, transformando por completo as relações entre empregado e empregador, assim como os moldes de trabalho adotados pelas empresas de todo o mundo.

Enquanto nos dias atuais a flexibilidade é considerada palavra-chave na administração de funcionários, foi por volta dos anos 60 que a evolução do perfil profissional começou a dar seus primeiros sinais, com a geração batizada de Baby Boomers. Nascida no período pós-guerra, essa população específica entrou no mercado tendo regras claras e a estabilidade como características mais marcantes e atrativas em questões de trabalho.

Numa época em que ter um emprego estável era sinônimo de sucesso e status, os funcionários da geração do Baby Boom tinham os escritórios como único local de serviço, exercendo tarefas específicas e individuais que tinham horário certo para começar e terminar. Buscando sempre a estabilidade, escolher uma profissão era a decisão de (quase que certamente) exercer a mesma função pelo resto da vida, garantindo uma carreira longa e que traria recompensas ao longo do tempo.

Vida pessoal e trabalho eram fatores que não se envolviam e, com uma grande carga de serviço, as empresas tinham seus funcionários mais antigos como os de maior prestígio – já que eram eles que ensinariam as novas gerações a exercer suas funções – e a experiência era considerada a chave do sucesso no mundo corporativo.

Por volta dos anos 80 as características dos mercados de trabalho mundiais passaram a ser modificadas e a geração X entrou em campo, trazendo uma revolução que mexeu tanto nas estruturas funcionais das empresas como na visão de empregados em relação a definição de sucesso profissional.

A competitividade, a confiança e a busca por independência cresceu muito entre os trabalhadores da geração X e, consequentemente, a relação entre esforço e recompensa foi modificada, tornando a combinação de riqueza e jovialidade a nova tradução para a palavra sucesso.

A busca constante por melhores oportunidades passou a ser comum e a experiência perdeu parte da sua importância para dar lugar a idéias lucrativas – que podiam levar seus criadores a posições de diretoria de maneira quase instantânea, garantindo a conquista do principal objetivo desta geração.

A busca por especilizações, graduações e cursos de MBA e PHD cresceu – tendo em vista que qualquer meio de se destacar e ficar à frente da competição era válido – e o estilo de vida workaholic passou a ser respeitado e seguido. A vida pessoal começou a se misturar com o ambiente de trabalho, já que nenhuma oportunidade de negócio era descartada, e o objetivo principal era o de alcançar sucesso e riqueza de maneira rápida, permitindo que os resultados do trabalho fossem usufruidos imediatamente.

Evolução do perfil profissional 02

Com o passar dos anos e a evolução do perfil profissional, é a geração batizada de Millennials que passa a dominar o mercado de trabalho atual, trazendo cada vez mais desafios e e a necessidade de adptação por parte de grandes e pequenas empresas – que precisam modificar visões, pensamentos e posturas para conseguir atrair e manter a força de trabalho de hoje.

Confira, na nossa próxima publicação, todas as características e o perfil completo da geração Millennial, e entenda como esse novo grupo de força global de trabalho está modificando o mercado de trabalho e o comportamento da sociedade como um todo.

Imagem: reprodução

Sobre o autor

Marcelo Furtado

Co-fundador e CEO do Convenia.

Deixe um comentário