Escolher um plano de saúde para seus funcionários não é a tarefa mais simples do mundo. São várias características que mudam entre um plano e outro e muitas vezes, uma análise simplista pode posteriormente lhe trazer transtornos. É preciso entender bem as diferenças para que você consiga escolher o melhor plano para a sua empresa e não porque alguém lhe recomendou. Neste artigo, vamos mostrar um dos itens principais na escolha do plano: qual é o melhor operador de plano de saúde para a sua empresa.

Entenda a diferença entre os diversos tipos de operadores de planos de saúde

Unimed, Amil e Bradesco Saúde são tudo a mesma coisa? Se você acha que sim, é importante entender a diferença entre os operadores de benefício saúde no Brasil.

Há, basicamente, três grandes categorias de operadores de saúde:

Cooperativas

A mais conhecida no Brasil são as “Unimeds” regionais. Neste modelo, raramente, o seu funcionário poderá ir em um consultório ou hospital de livre escolha. Provavelmente, ele deverá ir a um médico da rede própria da cooperativa (rede credenciada). Na verdade, tem este nome pois os médicos da rede são os “proprietários” do plano.

Há um grande risco neste modelo para o usuário visto que a gestão da cooperativa não é centralizada, ou seja, cada região tem a sua. Recentemente vimos a Unimed Paulistana decretar falência por suposta má gestão. Como ficariam seus funcionários se isso ocorresse na sua Unimed? Provavelmente com atendimento precário.

Não há a possibilidade de reembolso.

Vantagens deste modelo:

  • Preço – provavelmente será o menor valor entre os três operadores.

Desvantagens deste modelo:

  • Atendimento – você precisará ser atendido na rede própria da seguradora.
  • Risco – algumas cooperativas são mal geridas e podem te deixar a ver navios em caso de interrupção dos atendimentos.
  • Reembolso – normalmente não há.

Assistências Médicas

Neste modelo (a Amil é o maior exemplo), o operador oferece uma rede referenciada para o usuário mas em alguns planos também oferece a possibilidade de livre escolha com reembolso. Normalmente as assistências médicas tem também rede própria de hospitais e atendimentos, o que pode levá-la a direcionar você para estes centros em detrimento dos livre escolha.

Entre cooperativas e assistências, recomenda-se assistências.

Vantagens deste modelo:

  • Preço – intermediário entre seguradora e cooperativa

Desvantagens deste modelo:

  • Atendimento – ainda não é o modelo totalmente livre escolha, que sempre é melhor para o usuário.

Seguradoras de Saúde

O sistema de planos de saúde através de seguradoras é o que mais cresce no Brasil nos últimos anos. Neste modelo há grandes vantagens para o usuário pois além da rede referenciada (credenciada pela seguradora), a possibilidade de utilização de no prestador de livre escolha é amplamente difundida com reembolso bastante facilitado em relação aos outros modelos.

Como ela não possui rede própria de atendimento, ela consegue escalar seu serviço facilmente, independente do crescimento dos planos (coisa que não acontece nas assistências ou cooperativas).

Vantagens deste modelo:

  • Atendimento – seu funcionário poderá escolher o prestador que desejar;
  • Reembolso – os valores de reembolso são, normalmente, maiores nas seguradoras;
  • Burocracia – o processo de reembolso é mais rápido e menos burocrático nas seguradoras.

Desvantagens deste modelo:

  • Preço – provavelmente, o preço será um pouco mais caro do que os outros.

Obviamente que cada empresa pode ter uma situação diferenciada onde um operador seja melhor do que o outro. De qualquer maneira, pelas características gerais e pelo que observamos no mercado final, se houver disponibilidade de escolha, recomendamos sempre preferir as grandes seguradoras de saúde. O nível de ruído no atendimento é visivelmente melhor em relação às outras.

Matriz de Avaliação de Benefícios

Sobre o autor

Marcelo Furtado

Cofundador do Convenia, empresa de tecnologia para a área de recursos humanos de pequenas e médias empresas. É responsável pela criação e execução da estratégia de inbound marketing da empresa que já atraiu mais de 15.000 leads. Formado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Engenharia Financeira pela Poli-USP, Marcelo iniciou sua carreira na área de vendas da Pepsico. Logo em seguida iniciou uma trajetória em gestão de Hedge Funds internacionais, tendo trabalhado na Carval Investors e Financial Investimentos. Marcelo também é professor de Inbound Marketing na ESPM.