Conheça e entenda a série de mitos e verdades que rondam a vida e a carreira de quem faz parte da geração Y

Conheça e entenda a série de mitos e verdades que rondam a vida e a carreira de quem faz parte da geração Y

mitos verdades

Tendo em vista que em menos de dez anos os millennials serão a maioria no mercado de trabalho, segue em pauta o comportamento e as atitudes dessa nova geração de profissionais, que ainda causa muita polêmica no mercado. Rotulados como imediatistas, ansiosos e um tanto inflexíveis, os componentes da geração Y se vêem em meio a uma série de mitos e verdades que começam a ser desvendadas.

Elaborada pela Universum Global (empresa de consultoria e soluções) em parceria com o INSEAD Emerging Markets Institute (EMI) e a HEAD Foundation, uma nova pesquisa foi realizada para definir e esclarecer os principais mitos e verdades sobre os profissionais da geração Y – contando com a participação de 16 mil jovens nascidos entre os anos de 1984 e 1996 de 42 países diferentes.

Confira, a seguir, os resultados do estudo, e fique por dentro da realidade por trás dos estereótipos conectados aos millennials:

  • Os millennials buscam crescimento rápido na carreira e cargos de liderança
    A afirmação é verdadeira para 70% dos entrevistados, que consideram de grande importância chegar a um cargo de gerência com rapidez em suas vidas profissionais; sendo que os latino-americanos são os mais atraídos pela liderança.
  • Os millennials fogem do trabalho duro
    Segundo a pesquisa, a afirmação não é verdadeira nem falsa; já que a forma de interpretar um trabalho duro é diferente para a geração Y – que se diz disposta a passar por estresses em cargos de pressão que exigem mais horas de atuação e liderança.
  • Equilíbrio entre vida profissional e pessoal vale mais que dinheiro e status para a geração Y
    A afirmação é verdadeira e, entre todos os entrevistados no estudo, apenas 17% afirmou que não deixaria um trabalho com bom pagamento por uma vida mais equilibrada.
  • A geração Y pede a opinião de parentes e amigos para tomar decisões importantes de carreira
    A declaração é falsa, e apenas 26% dos participantes da pesquisa afirmaram contar com a ajuda dessas pessoas para tomar decisões. Entre os millennials da América Latina, são 46% os que preferem deixar parentes e amigos de fora das decisões relacionadas ao trabalho.

Imagem: reprodução

Auto-avaliação Departamento Pessoal

Sobre o autor

Equipe Convenia