Dizem por aí que a ferramenta de gestão de RH mais utilizada é o excel. Piadas a parte, qual empresa não utiliza planilhas para controlar algo no seu departamento pessoal? Armazenar informações de colaboradores, gerenciar férias, controle de benefícios, conciliação de folha de pagamento e assim por diante. Porém, apesar de ser uma ótima ferramenta, as planilhas tem suas limitações. Neste artigo vamos abordar os 3 motivos principais para você evitar planilhas para gestão de férias de funcionários.

1. Elas podem desaparecer

Se há uma pessoa que armazena essa planilha em sua máquina, o risco é gigantesco de em um belo dia esta pessoa apagar o arquivo ou até mesmo o seu computador ter uma pane que torne impossível de acessar o arquivo. Mesmo se a planilha estiver armazenada na nuvem (Google Drive, Dropbox, etc) ainda há o risco de por engano alguém apagar o arquivo e lá se vai todo o histórico de férias dos seus funcionários.

2. Falhas nos cálculos

Este talvez seja o motivo principal em evitar o uso de excel para controlar as férias dos funcionários. As planilha para controle de férias são complexas. É preciso usar com muita cautela para garantir que os cálculos estão certos. São períodos aquisitivos, concessivos, férias coletivas, efim, muita coisa que pode estar configurada errada. Em algum momento alguém pode mexer em uma fórmula que pode deixar a sua empresa completamente desprotegida e em desacordo com a lei.

3. Acesso a informação restrito

Não importa se você compartilha o seu arquivo na nuvem ou não. No final do dia, só vai entender a sua planilha quem de fato estiver operando ela no dia-a-dia. Isso significa que a informação não vai circular pela empresa como deveria. Em gestão de férias isso é particularmente um problema pois deveria ser transparente a informação (até para os funcionários) de quem tem férias a vencer, quantos dias de saldo cada um tem e assim por diante.

Se mesmo com todos esses argumentos, você ainda quiser controlar suas férias no excel, temos um template que pode te ajudar: clique aqui para baixar.

Imagem: reprodução

Gestão e cálculo de férias com abono pecuniário

Sobre o autor

Marcelo Furtado

Cofundador do Convenia, empresa de tecnologia para a área de recursos humanos de pequenas e médias empresas. É responsável pela criação e execução da estratégia de inbound marketing da empresa que já atraiu mais de 15.000 leads. Formado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Engenharia Financeira pela Poli-USP, Marcelo iniciou sua carreira na área de vendas da Pepsico. Logo em seguida iniciou uma trajetória em gestão de Hedge Funds internacionais, tendo trabalhado na Carval Investors e Financial Investimentos. Marcelo também é professor de Inbound Marketing na ESPM.