Saiba quais são os benefícios corporativos preferidos pelos funcionários atuantes no mercado de trabalho

Benefícios corporativos preferidos

Saber quais são os benefícios corporativos preferidos pelos profissionais no mercado atual é um grande passo para a promoção da satisfação e da motivação dentro do ambiente empresarial. Com isso em mente, os profissionais do setor de recursos humanos estão sempre de olhos abertos para elaborar suas estratégias, priorizado os fatores pelos quais os colaboradores demonstram mais interesse e buscando a retenção de talentos por meio de um planejamento específico de vantagens.

Publicada pela revista Você SA, o Mapa de Benefícios 2013 – elaborado pela Page Personal, empresa que atua no recrutamento de talentos e no suporte à gestão – revelou os benefícios corporativos preferidos pelos profissionais brasileiros ao longo do último ano, apresentando um cenário onde o que era considerado tradicional já não satisfaz ou estimula os funcionários.

Em busca de novas conquistas sociais e evolução de carreira, os profissionais dos dias de hoje tem a participação nos lucros da empresa entre seus principais objetivos em relação a benefícios, sendo a previdência privada o segundo item mais atrativo para os colaboradores. Bolsas de estudo e cursos de aprimoramento em geral também ficam no topo da lista, assim como o 14º salário; que, embora seja presente em uma pequena parcela dos planos de benefício estudados (cerca de 11%), é desejado por muitos (mais de 38% dos funcionários entrevistados).

A possibilidade de ter um carro da empresa à disposição ou ações da corporação também são fatores que se mostraram no grupo de preferência dos empregados e, assim como no caso de outros itens, tais benefícios são desejados por uma parcela de funcionários bem maior do que o grupo que tem, de fato, acesso a esse tipo de facilidade.

Além dos benefícios corporativos preferidos pelos colaboradores, a pesquisa também definiu os menos desejados pelos profissionais, formando uma lista que inclui boa parte do que era considerado diferencial até pouco tempo atrás e hoje é considerado como “o mínimo” para a maioria dos profissionais; como vales de alimentação e transporte.

Imagem: reprodução

 

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário