Conheça alguns dos princípios de liderança praticados pela Marinha dos EUA que servem de exemplo para todo tipo de função

Princípios de liderança

Os treinamentos e funções extremas que exercem os profissionais da força de operações especiais da Marinha dos Estados Unidos podem ser aplicados para todo o tipo de função no mundo corporativo de hoje, tendo em mente que os princípios de liderança aplicados nesse tipo de equipe tem resultados e muito esforço como objetivos principais.

Para comandar bem um grupo de colaboradores – de qualquer que seja sua área de atuação – esse tipo de princípios de liderança extremos funciona como um motivador em potencial, fazendo com que funcionários encarem suas funções como verdadeiras missões, as quais devem ser cumpridas da melhor maneira e sem perda de tempo.

De acordo com Mark DeLisle, ex membro da força de operações especiais da Marinha dos EUA e atual instrutor de fitness, os incentivos direcionados a quem trabalha usando, principalmente, suas habilidades físicas, também podem ser traduzidos para ambientes corporativos, onde o tipo de função é diferente e, no entanto, pode ser influenciado pelo mesmo tipo de estímulo.

A eliminação de pré-julgamentos em relação aos seus limites deve ser o primeiro ponto a trabalhar junto a sua equipe para incentivar a motivação, já que, é uma tendência natural do corpo humano evitar esforços extremos e que o tirem da sua “normalidade”. Justamente por isso, qualquer tipo de pré-conceito que os colaboradores de uma equipe tenham em relação a suas capacidades máximas deve ser deixado de lado, impulsionando, desta forma, o rompimento de barreiras e a busca por novos desafios.

Passar a idéia de que os funcionários devem “fazer acontecer” vem logo em seguida na lista de ações de motivação, já que colaboradores devem ter seu foco direcionado para a realização de tarefas, sem que percam muito tempo pensando em por onde começar. O incentivo por parte dos líderes deve passar o conceito de que é, justamente, fora da área de conforto dos funcionários que os maiores objetivos têm chance de se realizar e, portanto, arriscar-se pode ser a melhor forma de ser bem-sucedido.

O terceiro aspecto de liderança aplicado pela Marinha dos EUA é um dos mais simples e que pode trazer maiores resultados, consistindo no fato de dar o exemplo por meio de esforços e ter em mente seus objetivos. Para influenciar equipes, é preciso que os líderes sirvam de inspiração para seus subordinados, que se sentem mais confortáveis e confiantes ao perceber ações de seus superiores que incluem a quebra de barreiras e o foco em um objetivo concreto.

Imagem: reprodução

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário