Segundo pesquisa internacional, setor de recursos humanos precisa de atualização e modernidade para enfrentar a rotatividade global de talentos dos próximos anos

Atualização

A tendência mundial aponta um aumento considerável de rotatividade de talentos ao longo dos próximos anos, mostrando que o setor de recursos humanos precisa de atualização e modernidade para enfrentar o que vem por aí, de acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria de negócio Hay Group em parceria com o CEBR – Centre for Economics and Business Research.

Segundo as informações coletadas no estudo – que contou com a participação de 5,5 milhões de funcionários de mais de 450 empresas de 19 países; incluindo o Brasil – a rotatividade global de empregos prevê um aumento de 12,9% para 2014 (em relação ao ano de 2012), o que significa mais de 161 milhões de profissionais trocando de emprego em todo o mundo no próximo ano. Além de bagunçar o nível de retenção de talentos, esses dados provam que, sem a atualização do setor de recursos humanos, será necessário que uma parcela maior dos fundos da área seja direcionada para o recrutamento e treinamento de funcionários.

Parte da motivação disso se deve ao fato de que, nos últimos tempos, os profissionais do setor de RH têm, de certa forma, seguido uma espécie de receita, que já não funciona como antes no mercado atual de trabalho. Em função disso, ocorre a rotatividade alta de talentos – que, além de provar a ineficácia dos processos tidos como tradicionais, também prejudica a produtividade das empresas; o que, consequentemente, eleva o nível de gastos da corporação.

De acordo com especialistas, é justamente esse cenário de mudança que deve impulsionar a modernização e atualização do setor de recursos humanos em nível global, forçando mudanças significativas para que o acúmulo de problemas na contratação de talentos seja evitado.

Imagem: reprodução

 

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário