Saiba como tecnologia e portabilidade no trabalho devem ser ainda mais valorizadas em um futuro bastante próximo

Tecnologia e portabilidade no trabalho

O impacto de tecnologia e portabilidade no trabalho já é algo bastante abordado nos dias de hoje, onde funcionários buscam por mais flexibilidade e satisfação no ambiente corporativo e ganham cada vez mais possibilidades e formas de atuar, em função das inovações disponíveis no mercado atual.

Sendo o fator flexibilidade um dos mais desejados e perseguidos pelos colaboradores das novas gerações, empresas de todo o mundo buscam constantemente por novas fórmulas para manter (ou aumentar) a produtividade de funcionários sem a necessidade de um ambiente único de atuação – como um escritório. E é, justamente aí, que a tecnologia e portabilidade no trabalho entram como solução, propondo modelos e locais para o exercício de funções que, até pouco tempo, seriam considerados como uma utopia.

Criando novos hábitos na vida profissional, a dupla da tecnologia e portabilidade permite, além da adoção de novos locais de atuação, expedientes mais flexíveis, reuniões realizadas a partir de qualquer lugar do mundo e, ainda, uma liberdade maior de decisão para colaboradores; que podem se beneficiar muito nesse cenário e passar, inclusive, a produzir mais; por poderem atuar de uma maneira diferenciada.

Com isso, tanto o número de home offices como o de escritórios a céu aberto devem aumentar (e muito) ao longo dos próximos anos, dando aos funcionários a oportunidade de trabalhar em um ambiente realmente agradável e que estimule a produção e a criatividade. Com mais flexibilidade, o nível de satisfação dos colaboradores também cresce bastante, influenciando até mesmo a possibilidade da retenção de talentos dentro de uma empresa.

A mistura de trabalho presencial e remoto já é uma realidade em algumas empresas do País, e isso só tende a aumentar ao longo dos próximos anos; assim como o uso de tecnologias disponibilizadas pelas empresas em meios de transporte (como ônibus fretados) e até a criação de mini-centros empresariais espalhados pelas cidades, dando a chance de que colaboradores possam escolher o local mais adequado para realizar suas funções.

Imagem: reprodução

 

Sobre o autor

Equipe Convenia

Deixe um comentário