Blitzscaling: o que você precisa aprender com esse modelo de negócio?

Tempo de leitura: 6 minutos

Sua empresa tem buscando incessantemente o crescimento, mas os problemas têm deixado esse percurso cada vez mais lento? Sabemos que esse é um drama vivido por quem empreende e, por isso, neste artigo queremos apresentar o conceito de Blitzscaling.

Essa é a chave que grandes corporações mundiais têm usado nos últimos anos para garantir escalabilidade, um ideal perseguido para o sucesso na atualidade. Se você quer entender do que estamos falando e como esse conceito pode ser aplicado à realidade da sua empresa, continue a leitura!

O que é Blitzscaling?

Qual seria o caminho para construir empresas de alto valor de forma escalável e em tempo recorde? Foi para responder a essa pergunta que Reid Hoffman, co-fundador do LinkedIn, criou o conceito de Blitzscaling.

O termo remete, curiosamente, ao método de abordagem usado pela Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. A ideia é que a empresa, assim como o exército alemão, se movimente rápido, se preocupando menos com as perdas e mais com ganhar espaço no mercado e ultrapassar a concorrência.

Se essa referência pode parecer um tanto pesada à primeira vista, basta tomarmos como exemplo grandes corporações como Apple, Google Facebook e Amazon. Elas estão no Top 5 das empresas de maior valor no mundo, segundo a Forbes.

O que elas têm em comum? Um crescimento astronômico em poucos anos, escalabilidade e o protagonismo no mercado global. O conceito é tão poderoso e com impactos tão visíveis que CEOs de grandes empresas passaram a chamá-lo de Oráculo do Vale do Silício. Afinal, é dessa região que vêm as líderes mundiais de crescimento e inovação.

Quais são as etapas desse modelo?

Em seu livro, escrito em parceria com o empreendedor e autor Chris Yeh, Hoffman associa a ideia do Blitzscaling a jogar fora o manual tradicional de regras do mundo de negócios, deixando de lado pequenos problemas e correndo riscos. Entretanto, empreender dessa forma exige que o profissional entenda em qual estágio sua empresa está e como ele pode lidar com a gestão de capital e de pessoas em cada um deles.

Veja, abaixo, quais são os estágios da empresa definidos por Hoffman no conceito de Blitzscaling.

Família

O estágio de Família é a base da empresa. É nessa etapa em que a companhia precisa desenvolver seu produto e encontrar seu fit de mercado. É o momento de trabalhar para trazer algo inovador para o público e, assim, ganhar vantagem sobre a concorrência. Nesse período, testar novas soluções e experimentar opções é o ideal, assim como contar com uma equipe que, mesmo pequena, dê conta de diversas funções.

Tribo

Enquanto no estágio Família a empresa atende cerca de 10 mil clientes, na fase Tribo o número cresce para cerca de 100 mil. Se antes o negócio não era escalável, esse é o momento de se preparar para escalar e crescer.

Para isso, é necessário focar na parte financeira que a escalabilidade vai requisitar. É fundamental, também, garantir que o produto tem mercado. Hora de priorizar o crescimento e a fidelização de público, usando técnicas como SEO, redes sociais, parcerias e viralidade para alcançar pessoas.

Vila

O foco dessa fase deve ser totalmente em escalar o seu negócio. Além dos desafios de garantir o capital e de superar a concorrência, essa é uma etapa em que muitas empresas têm dificuldades com a equipe.

O crescimento do número de colaboradores não deve deixar que a cultura e os valores da empresa se percam pelo caminho. Garantir a manutenção de uma equipe de alta performance e satisfeita com o trabalho tem feito com que corporações como Netflix e Google se destaquem.

Nesse estágio, segundo Hoffman, é preciso escolher um número limitado de coisas para focar, parar de fazer experiências e garantir o sucesso do que já está sendo executado.

Cidade

No nível Cidade do plano de Blitzscaling, a empresa já conta com uma receita de mais de R$1 bilhão e 10 milhões de clientes. No entanto, é preciso garantir que o crescimento não vai desacelerar com burocratização e nem perder eficiência.

É preciso garantir uma gestão com visão ampla e eficiência na administração em todos as frentes. Assim, a empresa consegue traçar seu caminho para se tornar global.

Nação

Trabalhar de forma global conservando uma cultura sólida, produtos ou serviços de qualidade e funcionários satisfeitos é um grande desafio. O segredo, segundo o CEO do LinkedIn, é aprender a localizar a empresa nas diversas culturas em que ela estará presente sem perder sua essência. Para isso, os diretores têm o papel fundamental na escolha dos líderes regionais.

Como usar o Blitzscaling para o crescimento da empresa?

Dificilmente encontraremos um empreendedor que não tem como meta principal o crescimento de seu negócio. Porém, nem todos têm um plano traçado para esse objetivo. Por outro lado, há os que ainda seguem regras tradicionais e ultrapassadas.

Afinal, será que a volatilidade do mercado atual e a fluidez das relações interpessoais e corporativas favorecem a cautela e as fórmulas “passo a passo” das décadas passadas? A resposta é não!

Empreender implica lidar com diversos problemas das mais variadas vertentes a todo o momento. Porém, o conceito do Blitzscaling mostra que é preciso ter sangue frio, acima de tudo, para interpretar quais questões realmente merecem sua atenção e que vão impactar o crescimento.

Para usar esse método no crescimento de sua empresa, é preciso, primeiramente, conhecer em qual estágio sua companhia se encontra. Esse é um fator central para seguir esse modelo de negócio que tem alavancado diversas empresas.

Porém, é preciso entender que todas essas fases podem passar de forma rápida. Por isso, é necessário se preparar para mudanças constantes e para correr riscos em prol do crescimento.

Por mais desafiador que seja, incorporar essa metodologia no seu negócio traz um grande potencial de crescimento. Você estará seguindo os passos de empresas que começaram como startups promissoras e hoje são protagonistas do mercado internacional.

Agora que o conceito de Blitzscaling faz parte do seu vocabulário e da sua estratégia corporativa, que tal compartilhar em suas redes sociais o potencial dessa ideia para pequenos e grandes negócios?

 

ebook_guia_sucesso_financeiro_pmes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *