A realidade de um cargo de chefia

A realidade de um cargo de chefia

A realidade de um cargo de chefia

Conheça as maiores mentiras sobre estar em um cargo de chefia e reavalie os seus conceitos

Cargo Chefia

No mercado dos dias de hoje, em que cada vez mais profissionais têm o sonho de ter o seu próprio negócio, o cargo de chefia se apresenta rondado por uma série de mitos e fantasias – que fazem com que o trabalhador imagine um dia-a-dia corporativo perfeito ao sonhar com uma posição de comando.

Mas a realidade não é tão simples, e quem abocanha um cargo de chefia precisa lidar com pressões, demandas e responsabilidades grandes e intensas que pouco correspondem à visão maravilhada que muitos profissionais ainda têm em relação aos cargos mais altos de uma organização.

Dito isso, confira os cinco maiores mitos sobre a vida em um cargo de chefia; e tenha a oportunidade de avaliar essa função sob uma nova perspectiva:

  1. Todos obedecem ao chefe
    Motivar e inspirar subordinados é fundamental para exercer influência em uma equipe, e quem não tem essa capacidade de liderança pode acabar com empregados bem ‘rebeldes’.
  2. Comandar é mais fácil que executar
    Promover um bom trabalho e gerar resultados pro meio do comando de uma equipe não é uma tarefa fácil, embora muitos acreditem nisso.
  3. O chefe é completamente independente nas suas ações
    Limitações e normas devem ser seguidas seja qual for a sua posição dentro de uma empresa, e mesmo a chefia precisa atuar sob uma série de regras específicas.
  4. A relação com os colegas não muda quando você entra para a chefia
    Uma promoção acima dos colegas de trabalho sempre afeta, de uma forma ou outra, a relação – e é preciso saber se posicionar quando em um cargo de chefia, buscando a imparcialidade nas decisões e a manutenção de um bom relacionamento com os subordinados.
  5. Ser chefe é o ponto-alto de qualquer carreira
    Chegar a uma posição de chefia é começar a ser avaliado sob um novo ponto de vista pela organização; e não quer dizer, necessariamente, que um profissional tenha chegado ao topo de sua carreira ou potencialidade.

Imagem: reprodução

New call-to-action

 

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.