Inteligência artificial no RH: o que é e como aplicar?

Inteligência artificial no RH: o que é e como aplicar?

Tempo de leitura: 6 minutos

A consolidação do setor de Recursos Humanos cada vez mais estratégico está conduzindo uma verdadeira transformação nos seus processos. Até pouco tempo, a área era muito operacional e, hoje, está se tornando mais analítica. Com isso, o uso da inteligência artificial no RH tem se firmado como uma tendência.

Empresas de médio e grande porte perceberam a importância do Business Intelligence e do Big Data para o departamento. Elas estão aproveitando essas ferramentas para aperfeiçoar sua produtividade e performance. O uso de softwares para gestão dos processos de RH já é uma realidade muito rentável para os negócios.

Se você ficou curioso e quer saber como aplicar a inteligência artificial nas suas rotinas produtivas de Recursos Humanos, continue a leitura! Vamos lá?

O que é inteligência artificial?

Conhecida pela sigla IA – ou ainda AI (sigla de artificial intelligence) – a inteligência artificial é uma disciplina da ciência computacional que tem como foco estudar e aplicar a simulação do raciocínio humano em máquinas. Desse jeito, pode até parecer que estamos falando de algo fictício, exemplo do que é retratado em clássicos do cinema, como os filmes Inteligência Artificial e Exterminador do Futuro. Mas a IA é uma realidade presente no nosso dia a dia.

Os smartphones, aplicativos e softwares em geral são exemplos de ferramentas que usamos diariamente e que funcionam por intermédio da inteligência artificial aplicada. Logo, essa é uma tecnologia que não faz referência a super-robôs, ao menos por enquanto, mas, sim, à otimização de tarefas comuns e que correspondem a um grande impacto operacional.

Inteligência Cognitiva

Todo ser humano é dotado da capacidade de aprendizado. A cognição corresponde a como um indivíduo consegue assimilar, interpretar os estímulos recebidos do ambiente externo. Para aperfeiçoar a inteligência cognitiva, é preciso mantê-la sempre trabalhando: viver novas experiências e estudar, por exemplo, são formas de estimulá-la.

Na IA, está sendo aprimorada a simulação da inteligência cognitiva em robôs. Isso quer dizer que os algoritmos são desenvolvidos com o viés de proporcionar às máquinas a capacidade de aprender e se ajustar à medida que são utilizadas. Assim, quanto mais uma assistente virtual, por exemplo, é acionada e interage com os usuários, mais ela é “calibrada”. Isso otimiza as suas respostas e, consequentemente, a eficácia do atendimento.

Business Intelligence

A inteligência do negócio é um conceito amplo e que anda de mãos dadas com a IA. Ela surgiu como um resultado da competitividade entre as empresas aliada à transformação digital. Muitas vezes mencionada pela sigla BI, de Business Intelligence, ela compreende um conjunto de teorias, boas práticas e processos a favor do sucesso do negócio. É com ela que o Big Data, base robusta de dados, é transformado em informação relevante para uso estratégico das organizações.

Para isso, o BI recorre a ferramentas, como softwares de gestão, com inteligência artificial aplicada, e é com esses recursos que as empresas conseguem fazer análises mais precisas e, assim, desenvolver ações estratégicas cada vez mais eficazes para os resultados do negócio.

Como manipular informações com Inteligência artificial?

A inteligência artificial no RH é recente, mas já está se posicionando como um forte diferencial estratégico para uma gestão de alta performance. Conforme dados divulgados pela consultoria Bain & Company, 87% dos líderes de Recursos Humanos de grandes empresas acreditam que a tecnologia digital mudará fundamentalmente o RH. Além disso, 57% delas devem aumentar o seu orçamento para a aplicação da tecnologia no setor até 2020.

O departamento de Recursos Humanos está modificando a sua estrutura e, agora, recebe mais profissionais de gestão estratégica. Esse movimento é uma consequência do surgimento do People Analytics, BI aplicado à gestão de pessoas. Assim, o RH está recorrendo à inteligência artificial para otimizar a sua performance, direcionando as máquinas para cuidarem do operacional e preparando o time para assumir posições analíticas.

Data visualization

Para as empresas que ainda estão em processo de transição e amadurecimento, uma ótima maneira de iniciar a transformação do RH é utilizando ferramentas de gestão analítica com data visualization. Elas permitem aos gestores visualizarem os indicadores da área por meio de gráficos, após a consolidação do Big Data com uma manipulação de dados mais simples. Além disso, elas têm um visual objetivo, facilitando a leitura e compreensão dos dados de forma intuitiva.

Softwares para RH

Se a sua empresa já quer ir além, o uso de softwares de gestão próprios para as rotinas produtivas de Recursos Humanos é uma escolha inteligente. Esses programas garantem a transformação do RH operacional para o estratégico ao assumir, por meio da inteligência artificial, a automatização de processos e a consolidação de dados.

Quais são os benefícios da Inteligência artificial no RH?

Com a inteligência artificial no RH e com os recursos de softwares especializados, é possível aperfeiçoar as atividades de rotina do departamento, como a atração e seleção de candidatos, fluxo de admissão, gestão da folha de pagamentos e até mesmo a comunicação com os colaboradores.

Experiência do colaborador

Aplicando o People Analytics como carro-chefe da sua gestão estratégica de Recursos Humanos, pode-se melhorar a experiência do colaborador com a sua marca. Com um processo seletivo on-line, por exemplo, a sua organização transmite empatia pelo candidato ao facilitar a sua participação no processo — vale reforçar que estamos em um momento de recessão, sendo difícil para muitos candidatos arcar com despesas de transporte para realizar a seleção.

Além disso, os dados de onboarding e jornada do colaborador devem ser trabalhados para encontrar gaps, aperfeiçoar treinamentos, criar estratégias mais eficazes para a transferência da cultura corporativa, além de contribuir diretamente para o sucesso do Employer Branding e a redução de custos com turnover.

Gestão de custos fixos

Outro ganho consequente da IA é a otimização da gestão de custos fixos da área de Recursos Humanos. Ou seja, com os dados gerados, é possível realizar cálculos mais precisos, inclusive de crescimento do quadro de colaboradores. Com a análise das tendências realizada por meio do People Analytics, você pode validar quais épocas do ano e quais setores mais têm rotatividade de funcionários, conseguindo, assim, prever os seus custos fixos com o capital humano.

Logo, com a inteligência artificial no RH, seu negócio torna-se apto a criar soluções para problemas de fluxo de processos e, até mesmo, na gestão das suas lideranças. Assim, alcança-se a alta performance: redução de custos e aumento da produtividade. É com o desenvolvimento dessas estratégias internas e eficazes que o seu negócio caminhará para a conquista do sucesso.

Agora que você está ciente da importância da inteligência artificial no RH, o que acha de conhecer e testar gratuitamente o nosso software para a gestão de Recursos Humanos? Com ele, automatizamos 100% da sua operação!

Ebook - Automação no RH: O Guia Completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *