Evite esses 10 erros na hora de pedir aumento

Evite esses 10 erros na hora de pedir aumento

Evite esses 10 erros na hora de pedir aumento

Saiba que tipo de atitude pode prejudicar um profissional na hora de pedir aumento e fique longe desse tipo de erro

 

Pedir um aumento salarial pode ser um desafio grande para quem está insatisfeito com sua remuneração no mercado – havendo, sempre, a possibilidade de que o empregador não atenda ao pedido e até de que passe a reconsiderar a necessidade daquele empregado na corporação. Por isso, é fundamental que se esteja bem preparado na hora de ter esse tipo de conversa com o chefe, já que, nessa hora, dizer a coisa errada pode acabar com as suas oportunidades de ganhar mais e até de evoluir dentro da empresa.

Pensando nisso, uma lista especial foi elaborada para guiar quem quer pedir um aumento e ter, de fato, grandes chances de receber uma remuneração maior que a atual – listando os dez principais e mais frequentes erros cometidos pelos profissionais que buscam mais dinheiro na conta no quinto dia útil do mês. Confira:

  1. Não seja impreciso
    Saiba, em números, qual o valor que deseja ganhar na hora de pedir o aumento
  2. Não crie um confronto
    Não faça da situação um conflito, mas sim, uma negociação
  3. Não use justificativas pessoais
    Suas justificativas devem envolver qualidades profissionais, e não sua vida pessoal
  4. Não deixe de avaliar sua importância
    Saiba qual é o seu valor na empresa, e não pense que um sucesso pontual o torna imprescindível
  5. Não esqueça as regras e normas da empresa
    Saiba qual é a prática da empresa no assunto antes de negociar, podendo planejar melhor sua estratégia para pedir o aumento
  6. Não faça um leilão de si mesmo
    Evite usar propostas de concorrentes ou outras empresas como forma de barganha
  7. Não seja inflexível
    Quem é irredutível pode, em muitos casos, acabar sem opções na hora de negociar o salário
  8. Não se compare com os colegas
    Evite comparações, e enalteça suas qualidades sem se colocar na balança contra os colegas
  9. Não peça o impossível
    Negocie aumentos possíveis e evite pedidos absurdos
  10. Não desconsidere o timing
    Saiba a hora certa de tratar desse tipo de assunto e evite a negociação de salário em momentos críticos ou de grande prejuízo para a empresa

Imagem: reprodução

 

 

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.