Quais são os impactos da transformação digital no RH?

Quais são os impactos da transformação digital no RH?

Tempo de leitura: 6 minutos

O mundo tem passado por uma forte transformação digital. Há cada vez mais tarefas que podem ser automatizadas e até realizadas digitalmente. Isso gera impactos nos negócios e nos processos diários das empresas. Surge, então, a chamada transformação digital no RH estratégico.

Ao entrevistar mais de 10.000 líderes de RH, a Deloitte descobriu que 73% consideram a temática “RH digital” como algo importante ou muito importante. Além disso, a pesquisa aponta que 56% das empresas estão redesenhando seus programas de RH para aproveitar ferramentas digitais.

Nos tópicos seguintes, explicaremos cuidadosamente o que é a transformação digital no RH, quais os principais impactos dessa transformação na gestão de pessoas e como aproveitá-la. Então, continue a leitura!

O que é transformação digital no RH?

Pense na transformação digital do RH como o fenômeno que incorpora tecnologias digitais para realizar determinadas tarefas e resolver os problemas tradicionais, substituindo total ou parcialmente as ferramentas manuais e analógicas utilizadas até então. Ou seja, é um forte processo de mudança para o digital.

Para ficar claro, pense no recrutamento e seleção de talentos. Antes, era preciso contar com agências para anunciar vagas, fazer entrevistas e testes comportamentais impressos. Hoje, os anúncios são feitos em páginas da internet, as entrevistas são conduzidas por vídeo e os testes, feitos por softwares automatizados — note que o manual foi substituído pelo digital.

Essa transformação digital não é apenas importante, é crucial. O mercado está competitivo e demanda respostas cada vez mais rápidas das empresas, em especial no que diz respeito à gestão de pessoas — afinal, é preciso encontrar, desenvolver, estimular e reter talentos.

Quais são os principais impactos da transformação digital no RH?

A transformação digital promove diversas mudanças na empresa e mais especificamente na gestão de pessoas. Exatamente por isso, hoje, o RH não é somente um setor operacional, também é estratégico e digital. Suas tarefas incluem a análise de dados, a definição de objetivos e novas estratégias para o futuro. Adiante, esclareceremos algumas das principais mudanças.

Automação de tarefas repetitivas

Um dos principais impactos da transformação digital no RH é a automação de certas tarefas. Isso quer dizer que alguns processos, antes feitos manualmente, podem ser deixados a cargo de máquinas e sistemas de ponta. É o caso do recrutamento e seleção, por exemplo.

Uma parte dos processos do RH ocorre de uma maneira muito lógica, como um passo a passo que é repetido várias vezes. Logo, tais processos podem ser facilmente aprendidos e depois aplicados por sistemas dotados de algum grau de inteligência artificial.

Essa automação, no entanto, é restrita às tarefas mais operacionais. Tarefas que envolvem problemas complexos, que necessitam de uma visão estratégica ou criativa do gestor de RH, dificilmente podem ser automatizadas. Ou seja, ainda dependem dos profissionais de RH.

Redução do número de erros e problemas diários

Ao longo do expediente de trabalho, o gestor de RH e sua equipe precisam tomar uma série de decisões importantes, além de conduzir processos complexos e que demandam atenção. Nesse contexto, o número de erros e problemas pode ser alto, podendo afetar o departamento.

Felizmente, outro impacto da transformação digital é o aumento da precisão diária, o que ajuda a reduzir o número de erros e problemas indesejados. Ao modernizar os processos do dia a dia, é possível torná-los menos sensíveis à distração e falha humana.

Isso não é benéfico apenas para o RH, mas para toda a empresa e seus funcionários. Com menos erros, o clima de trabalho tende a melhorar, o que gera bem-estar diário e aumenta o engajamento dos profissionais na realização das tarefas. Sendo assim, todos ganham.

Criação de um RH dirigido por dados

O termo data driven business é uma verdadeira tendência para os próximos anos. Em suma, diz respeito aos negócios dirigidos por dados, que ajudam os gestores a fazerem suas escolhas a partir de dados volumosos, garantindo que os recursos empresariais sejam alocados de maneira estratégica.

Ao aderir à transformação digital, o RH terá mais facilidade para trabalhar com dados e abandonar o achismo. Em outras palavras, poderá fundamentar suas decisões em evidências e não apenas na intuição dos líderes.

Boas ferramentas digitais facilitam o monitoramento de métricas e indicadores de RH, viabilizando o que é chamado de People Analytics. Portanto, o gestor terá mais dados sobre o setor e seus profissionais, o que permitirá uma administração mais precisa e funcional.

Promoção da melhoria contínua do RH

Há, por fim, que se considerar a melhoria contínua do departamento. Se o setor de RH está estagnado, nutrindo os mesmos processos e tecnologias ao longo de vários anos, pode estar atrasado e com desempenho não tão bom.

A transformação digital estimula o gestor de RH a melhorar continuamente, uma vez que as tecnologias são modernizadas e precisam ser atualizadas periodicamente, resultando em novas versões. Logo, o RH precisa se modernizar e acompanhar essas atualizações.

Como aderir ao processo de transformação digital?

O primeiro passo para promover a transformação digital no RH é entender o seu conceito e impacto — e você parece estar indo muito bem nesse quesito.

Porém, isso não é tudo. Também é necessário estudar quais processos, de modo prioritário, devem ser automatizados. Tenha em mente que não dá para transformar todos os processos de uma única vez, já que, muitas vezes, pode haver a falta de certos recursos, como tempo, energia, dinheiro, pessoal e até conhecimento.

Outro ponto importante: a transformação depende de mudanças profundas. A forma como o trabalho é realizado no dia a dia vai mudar. Isso pode criar algum grau de resistência dos profissionais, o que deve ser contornado por meio de uma boa gestão de mudança.

Por fim, considere o poder da comunicação. A transformação digital depende de um trabalho conjunto, afinal, todo o time de RH deve adotar a tecnologia. Para tanto, a comunicação diária (no intuito de explicar o que está mudando, como e por que) é essencial.

Veja, agora você está por dentro do assunto e entende o que é transformação digital no RH. Lembre-se de que seus efeitos são diversos, como a redução do número de erros e a melhoria do clima de trabalho. Isso é benéfico para o RH, para os funcionários e para a organização.

Gostou do nosso artigo, certo? Temos uma última dica: aproveite para conhecer as novas tecnologias que são tendências no RH e saiba como aplicá-las no trabalho.

Ebook - Automação no RH: O Guia Completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *