Treinamento a distância nas empresas: 7 práticas para implementar

Treinamento a distância nas empresas: 7 práticas para implementar

Tempo de leitura: 6 minutos

O universo on-line entrou de vez no cotidiano de pessoas e empresas. Para as organizações, o desafio é um pouco maior, exigindo uma série de adaptações, entre elas, o treinamento a distância.

Aliás, a capacitação deverá ser um assunto central para o RH, principalmente após a situação de pandemia, que impôs um comportamento cada vez mais digitalizado tanto de consumidores como de colaboradores.

Dessa forma, preparamos um artigo focado nas 7 melhores práticas de implementação de treinamento a distância para seus funcionários. Entenda os porquês dessa aplicação e saiba até as estratégias de acompanhamento. Confira!

Por que treinar os colaboradores a distância?

O treinamento a distância já era uma escolha inteligente por parte dos gestores, pois traz uma série de benefícios em relação à otimização de custos e tempo. Agora, principalmente por conta da situação pandêmica que vivemos, a opção se revela até mais prudente e segura para preservar a saúde de funcionários.

Mas não se engane pensando que essa inteligência é apenas uma forma de “quebrar um galho” da empresa. Muito pelo contrário: a estratégia pode superar a qualidade do treinamento presencial em muitos aspectos. Acompanhe agora algumas das principais vantagens do treinamento a distância.

Aprimora a qualidade

A modalidade digital ajuda a melhorar a qualidade porque permite explorar fatores essenciais para a empresa, como padronização de temas, implementação de inovação no treinamento e até gamificação da aprendizagem.

Também é possível despertar a automotivação do colaborador e impulsioná-lo a buscar um bom resultado. Uma das vantagens mais claras nessa adoção é a autonomia que é dada ao funcionário, estimulando um comportamento mais responsável e proativo.

Otimiza processos

Por meio de uma plataforma digital, você poderá avaliar o processo pedagógico e montar um plano de capacitação mais otimizado e focado nas necessidades da equipe.

Especialmente em relação ao andamento do treinamento e ao acompanhamento do desempenho de colaboradores, também é possível registrar, analisar e aprimorar os índices de exigência.

A cada ciclo de aprendizagem tudo estará cada vez mais padronizado e aprimorado. Além disso, atualizações pontuais poderão ser repassadas de forma muito mais rápida e prática.

Reduz custos

Impressão de materiais, alocação de professores, gastos com transportes de funcionários, além de custos com coffee break, água e luz. Esses são apenas alguns exemplos que estão no cotidiano de qualquer treinamento presencial.

Em uma plataforma EAD, você elimina todos esses desperdícios e promove o acesso totalmente on-line. Por conta disso, terá todos os custos e encargos já embutidos no dia a dia da empresa.

Economiza tempo

Treinamentos presenciais sempre precisam de deslocamento, hora marcada e alocação prévia de recursos. Por outro lado, na modalidade on-line, você tem toda a estrutura na internet e permite acesso ao colaborador a qualquer momento.

Dessa forma, é possível utilizar períodos de baixa demanda para executar a capacitação. Então, o colaborador poderá escolher o melhor horário e focar mais no aprendizado.

Também evita-se, com isso, a necessidade de alocação fora do horário de trabalho, o que pode até abrir espaço para insatisfações, bem como a exigência de horas extras para compensar o excedente no expediente.

Quais as melhores práticas?

Sabendo dos benefícios da modalidade on-line, é hora de partirmos para a implementação. Você acompanhará, agora, os principais passos até a finalização do processo.

1. Planeje todo o treinamento

Como em qualquer ato administrativo, o planejamento é um fator primordial. É por meio dele que você traçará o norte de aprendizagem de sua equipe. Faça um levantamento de todas as necessidades e busque os recursos necessários para a execução.

2. Considere o perfil dos colaboradores

Perceba em que estágio se encontram os seus funcionários, se estão nivelados ou se há casos mais avançados e menos capacitados. Assim, é possível identificar se apenas um treinamento será suficiente para tornar a equipe homogênea e preparada.

3. Defina o formato ideal

Isso se refere ao material de conteúdo do treinamento. Você deverá diversificar de acordo com os assuntos em formatos de vídeo, áudio, textos e outros. Há uma tendência de maior envolvimento com formatos de vídeo e com a técnica denominada de gamificação, uma inovação que permite o treinamento em forma de games.

4. Priorize a acessibilidade

Garanta que o formato seja responsivo e de fácil acesso em computadores, smartphones, tablets e notebooks. Configure senha e nome de usuário para que os funcionários tenham acesso individualizado e acompanhem de forma focada o seu processo de desenvolvimento.

5. Ofereça os recursos necessários

Ofereça uma boa conexão e equipamentos adequados para o desenvolvimento da aprendizagem. Nesse sentido, uma boa plataforma EAD deverá fornecer um ambiente propício ao ensino, com sistemas de avaliações, esclarecimentos de dúvidas e outros pontos essenciais.

6. Fique atento ao conteúdo do treinamento

O conteúdo é a chave principal do treinamento, já uma capacitação de qualidade e bem implementada não vale de nada com o tema inapropriado. Portanto, observe bem se o assunto é relevante e necessário.

Também considere o nível de complexidade e avalie se o ensino deverá ser repassado em uma ou mais etapas. Um profissional com conhecimento mais didático é fundamental nesse ponto.

7. Garanta a interatividade entre os participantes

Permita que os colaboradores utilizem recursos de aprendizagem em grupo ou dinâmicas que envolvam todos os colegas. A plataforma deverá proporcionar fácil interação entre alunos e professores para um bom desenvolvimento.

Como mensurar os resultados do seu treinamento a distância?

Você também deverá mensurar os resultados do treinamento a distância e adotar as melhorias necessárias a partir deles. Essa é uma das principais vantagens dessa modalidade, já que você terá todas as ações registradas, o que permitirá um aprimoramento constante.

Estabeleça índices, desafios e metas de alcance. Observe a evolução dos alunos e identifique os pontos de maior dificuldade nos canais de dúvidas e fóruns. Se possível, adicione etapas práticas diretamente no expediente de trabalho, melhorando a absorção de conteúdo e entendendo os impactos da capacitação.

O treinamento e a capacitação de colaboradores já são medidas comuns entre gestores de excelência. Agora, mais do que nunca, isso se torna necessário para adaptar o seu negócio aos novos comportamentos de mercado.

Nesse artigo, você conferiu as 7 melhores práticas de aplicação de treinamento a distância. Aproveite a oportunidade e descubra também ótimas formas de treinar lideranças!

Portal: Notícias Convenia Covid-19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *