Saiba que tipo de informação não deve ser aberto em uma entrevista profissional e fique mais perto de abocanhar a vaga dos seus sonhos

Saiba que tipo de informação não deve ser aberto em uma entrevista profissional e fique mais perto de abocanhar a vaga dos seus sonhos

entrevista profissional

Conforme abordado por diversas vezes no Blog Convenia, uma entrevista profissional pode ser motivo de estresse para boa parte dos trabalhadores que buscam uma nova oportunidade no mercado de trabalho e, por causa disso, sabem como se portar e que tipo de informação apresentar durante uma seleção de emprego são fatores cruciais para se dar bem nesse tipo de situação.

Pensando nisso, elaboramos mais uma lista especial, com o tipo de atitude (e de afirmação) que jamais deve fazer parte de uma entrevista profissional; aumentando as suas chances de abocanhar a vaga e a função que mais deseja. Confira, a seguir:

  1. Falar mal do antigo emprego
    Uma das piores coisas que se pode fazer em uma entrevista é falar mal de ex-colegas ou do antigo empregador. Além de ser malvisto, esse tipo de atitude abre precedentes para que o recrutador preveja o mesmo tipo de comportamento, caso você seja desligado no futuro.
  2. Contar vantagem
    Afirmar que seu trabalho é super reconhecido ou admirado também é algo que não faz sucesso entre os recrutadores e pode ser confundido com arrogância. Citar realizações e conquistas pode ser algo positivo, mas é o tipo de informação que deve ser colocada de uma forma suave durante a entrevista.
  3. Afirmar odiar/não suportar algum tipo de tarefa
    Palavras muito intensas nesse tipo de afirmação podem passar a ideia de que você é um profissional pouco flexível, e isso não é bem visto.
  4. Usar gírias demais
    Palavrões e gírias devem ficar do lado de fora da sala de reunião onde é feita a sua entrevista, e a formalidade deve dominar esse tipo de encontro.
  5. Perguntar demais sobre a remuneração
    Mostrar interesse demais no salário pode fazer com que o recrutador julgue que a vaga não é certa para você. Portanto, nessa hora, mostre mais interesse na vaga e nas suas funções do que na remuneração.
  6. Citar o perfeccionismo como defeito
    Afirmar que trabalhar demais ou ser perfeccionista é o seu principal defeito já é algo extremamente ‘manjado’ pelos recrutadores de hoje, e esse tipo de clichê deve ser excluído do seu vocabulário de entrevistas.
  7. Dizer que não faz questão da oportunidade
    Fazer ‘pouco caso’ em relação a oportunidade que lhe está sendo oferecida é outra atitude que pode diminuir (e muito!) as suas chances de contratação. Mostre respeito e apreço pela empresa e pela vaga sempre!

Imagem: reprodução

Onboarding de Funcionários

Sobre o autor

Equipe Convenia