Como fazer um marketing pessoal sem ser chato?

Como fazer um marketing pessoal sem ser chato?

Como fazer um marketing pessoal sem ser chato?

Confira algumas formas práticas e eficientes de fazer o seu marketing pessoal no mercado de trabalho sem se tornar chato

marketing-pessoal

Fundamental para quem deseja estar ligado em novas oportunidades e crescer na carreira, o marketing pessoal é uma ação que levanta uma série de questões entre os profissionais mais ambiciosos. Essencial para progredir e evoluir, esse tipo de auto-promoção pode ser uma grande cilada para quem não sabe como se comportar adequadamente – já que, em muitos casos, a adoção de uma postura equivocada pode acabar fazendo com que um profissional seja visto como um verdadeiro chato no mercado; deixando de ser considerado em futuras oportunidades, justamente, em função dos esforços para se destacar.

Para que esse não seja o seu caso na busca de uma carreira cada vez mais promissora e bem-sucedida; confira, a seguir, quatro pontos especiais para levar em conta na hora de fazer o seu marketing pessoal – e que podem aproximá-lo ainda mais do topo das listas de profissionais que se destacam na hora da seleção para uma nova oportunidade:

  1. Não tente apagar o sucesso alheio
    Você deve buscar sua chance de brilhar no mercado pelas suas próprias conquistas e realizações – e, jamais, por meio de críticas a outros profissionais que estejam se destacando nos mesmos aspectos. O famoso “queimar o filme” de colegas é extremamente mal visto.
  2. Não minta
    Compartilhe suas realizações reais e nunca minta para se promover. Além de a mentira poder transparecer na sua fala, ela também pode fazer com que você se dê mal em novas oportunidades para as quais não está, realmente, preparado.
  3. Fale o necessário
    Seja direto e objetivo na hora de falar sobre suas próprias qualidades, e evite discursos prolongados demais. Esse tipo de erro está entre os que mais contribuem para definir um novo ‘chatão’ profissional.
  4. Evite improvisos
    Prepare-se para ocasiões de networking e encontros profissionais, e tenha uma espécie de roteiro (curto e objetivo) para apresentar a si e as suas principais qualidades e competências – evitando confusões ou muita enrolação na hora de fazer o seu marketing pessoal.

Imagem: reprodução

New call-to-action

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Este post tem um comentário

  1. Edílson Antunes

    adorei as dicas eu tenho uma associação e quero muito saber como conduzi-la

Contribua com este post