Avaliação de desempenho para gestores: o que avaliar em um líder?

Tempo de leitura: 7 minutos

A avaliação de desempenho para gestores se torna um instrumento cada vez mais crucial para a estratégia de empresas de grande porte. Lançando mão dela, o departamento de Recursos Humanos consegue antecipar demandas e definir áreas e situações que merecem atenção especial para que a organização atinja altos níveis de produtividade e sucesso.

Quer fazer uma avaliação de desempenho, mas não sabe como? Evite erro, baixe aqui nossa planilha GRATUITA e realize o processo de forma rápida, simples e eficiente!

E não somente os subordinados de uma empresa devem passar por uma avaliação de desempenho bem orquestrada: os líderes também. Afinal, monitorar e avaliar os profissionais que ocupam cargos gerenciais é tão crítico para os rumos de uma corporação quanto fazer o mesmo com colaboradores em níveis inferiores na hierarquia. Por isso, a avaliação de desempenho para gestores é tão importante. Mas, como fazer?

Por que é necessário realizar a avaliação de desempenho para gestores?

Os gestores são primordiais para a empresa, sua avaliação é de extrema importância para manter os mecanismos em pleno funcionamento. A avaliação não é realizada para degradação, ela é uma forma de identificar as lacunas e aprimorar o desempenho dos gestores.

Ao avaliar essas competências é possível identificar o nível de desempenho, e assim, promover treinamentos direcionados a pontos específicos, para torná-los ainda melhores. Mas, a partir da avaliação também é possível identificar os líderes que não estão exercendo o seu papel com lealdade e confiança, evidenciando aqueles que precisam ser substituídos. 

Como avaliar seu chefe? 

A avaliação de desempenho do gerente, coordenador, superintendente ou qualquer cargo de gestão precisa ser realizada com cautela. Não apenas o formulário de avaliação de desempenho é preciso escolher a forma certa para avaliar. Os tipos mais indicados são:

Autoavaliação

Dentre os modelos mais usados está a autoavaliação. Por ser individual, ela só depende do próprio líder. Ela consiste na aplicação de uma pesquisa para avaliar:

  1. Percepção de si mesmo;
  2. Forma como enxerga as entregas;
  3. Desempenho;
  4. Motivação na organização.

Mas, ela não é indicada para uso único, é importante que esse tipo de avaliação seja somado a avaliação 180 ou 360 graus, que deve ser realizada em paralelo. 

Avaliação 180 graus

A avaliação 180 graus depende do diagnóstico dos superiores do gestor. Com isso é possível saber:

  • Como a alta administração enxerga o profissional;
  • Suas entregas e seus resultados ao longo de determinado período.

Essa avaliação de desempenho para gestores oferece uma visão sistêmica.

Avaliação 360 graus

Modelo de avaliação mais completo, envolvendo não apenas os superiores, mas pode considerar a opinião de diversas pessoas que têm contato com o gestor, entre elas os subordinados, fornecedores e até mesmo os clientes. A quantidade de avaliações e a camada hierárquica que irá realizar pode ser definida pela empresa. Considerar fornecedores e clientes é uma opção, não uma obrigatoriedade.

Nesse caso, é preciso avaliar algumas questões, como: 

  • Pontualidade;
  • Espírito de equipe;
  • Entrega de resultados;
  • Motivação, entre outros pontos.

Com essa avaliação de desempenho para gestores é possível ter feedbacks que darão uma visão muito mais sistêmica.

Perguntas para avaliação de desempenho para gestores

Questionário para avaliar o chefe é um dos mais difíceis de desenvolver. Mas, a avaliação de desempenho de gerente, diretor, superintendente e todas as camadas gerenciais são importantíssimas para o desenvolvimento da empresa. Tendo isso em vista, acompanhe a seguir alguns perguntas para avaliar um líder, pontos imprescindíveis em um questionário de avaliação de desempenho para gestores:

1- Identificação de problemas

Saber se o líder em exercício tem capacidade de identificar o problema é um dos pontos altos da avaliação de desempenho para gestores. Para isso, algumas perguntas precisam ser respondidas, entre elas:

  • O líder em questão sabe identificar e priorizar os problemas que atingem a sua equipe?
  • Quais são os mecanismos que ele utiliza para identificação dos problemas?
  • Qual o período de tempo entre a identificação e solução do problema?

2- Tomada de decisões e Visão de cenário

Mensurar como o gestor enxerga o cenário e se está apto para tomar decisões importantes é essencial. Por isso, é de extrema importância que questões a esse respeito sejam incluídas na avaliação. Segue alguns exemplos:

  • O gestor tem a capacidade de tomar decisões, reavaliar decisões importantes e de situações de urgência?
  • Como o gestor reage em situações de emergência?
  • Quanto tempo o gestor demora para reavaliar decisões importantes?
  • Ele é capaz de avaliar os problemas sob diferentes perspectivas?

3- Ética e transparência na comunicação

A ética no trabalho é um dos pontos que precisam constar na avaliação de desempenho dos gestores. O líder influencia a equipe, por isso, é importante medir o seu nível de integridade e comprometimento com a empresa. A transparência na comunicação e a criação de barreiras contra os ruídos são pontos importantes que devem ser exercidos pelo gestor. Por isso, uma pergunta que não pode faltar é:

  • Seus valores e posições em relação às questões corporativas de relevância são claros para a empresa e suas equipes subordinadas?

4- Administração de conflitos

O líder precisa administrar os conflitos da melhor forma possível, de maneira que não favoreça nenhum dos lados. Além disso, é necessário que ele consiga identificá-los, evitando que se tomem proporções maiores. Por isso, essas questões devem estar na avaliação:

  • O líder tem a capacidade de identificar e resolver conflitos em seus times?
  • As medidas que ele toa são plausíveis?
  • O líder tem voz ativa e consegue extinguir o gerador do conflito?

5- Atuação, autodesenvolvimento e capacidade de treinamento

O desenvolvimento pessoal é tão importante para o líder quanto é para os liderados. Oferecer treinamento e desenvolvimento é importante, mas o autodesenvolvimento é um ponto primordial. Para entender se há uma dedicação do líder quanto a isso, é necessário perguntar:

  • Qual o padrão de trabalho adotado pelo gestor e quais os níveis de sabedoria, atualização e experiência desse líder?
  • O gestor tem a capacidade de passar adiante o seu conhecimento e treinar novos profissionais?

6- Construção de relacionamentos, colaboração e trabalho em equipe

A construção de relacionamentos está diretamente ligada a capacidade de adaptação do gestor ao ambiente e a equipe. Por isso, é importante medir a colaboração e o nível de dedicação e trabalho em equipe. Para isso, algumas perguntas podem ser aplicadas:

  • A construção de alianças de relacionamento com clientes e parceiros é algo presente na atuação desse gestor?
  • Ele é capaz de trabalhar em equipe e ouvir opiniões e conselhos para resolver problemas empresariais?
  • O gestor age com flexibilidade e consegue se adaptar bem às mudanças propostas?

Esperamos que essas dicas sirvam de instrumento para avaliar a liderança. Busque fazer um processo de avaliação de desemprenho para líderes focado nos objetivos organizacionais e nas habilidades necessárias para o cargo. Use os recursos disponíveis em nossa planilha para ter sucesso no processo!

Convenia Clube de Vantagens

 

2 Comentários


    1. Obrigado, Jhonatan!
      Ficamos contentes que nosso conteúdo tenha sido útil 🙂
      Um abraço

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *