Como um software de gestão financeira pode contribuir para a gestão de pessoas?

Tempo de leitura: 5 minutos

por Heitor Facini, redator do blog da Superlógica

De acordo com estudo realizado pela consultoria PwC, um dos maiores problemas enfrentados pelos CEOs e executivos de grandes empresas está relacionado a falta de gente no mercado e retenção de pessoas. Segundo a pesquisa, 71% dos líderes empresariais brasileiros estão preocupados com a indisponibilidade de capital humano em um futuro próximo.

Isso indica que existe um problema para a gestão de pessoas. Se cada vez menos profissionais qualificados estariam no mercado, se torna extremamente essencial reter seus talentos. É necessário pensar em estratégias para manter as pessoas que fazem sua empresa crescer ao seu lado e para isso, os empreendedores precisam de qualquer aliado que possa encontrar.

Um dos principais aliados pode ser algo que você menos esperava: seu software de gestão financeira. Ao longo do artigo, vamos explicar os motivos para isso.

Análise dos resultados internos através do software de gestão financeira

Em outro estudo, a mesma PwC apontou que a análise de dados vai se tornar uma grande vantagem competitiva para o departamento de recursos humanos das empresas em um futuro bem próximo. 63% das empresas acreditam que isso deve ser implementado. Entretanto, apenas 27% implementam hoje em dia.

Ele aponta que, para reter talentos e aumentar a produtividade da sua equipe, é importante sempre olhar para o lado do “people analytics”, termo que se refere a análise de dados dos seus funcionários.

Uma das maiores fontes de informações em toda a sua empresa é o seu sistema de gestão. Olhando para o resultado financeiro da sua companhia, é possível mensurar se a sua estratégia de marketing está dando certo, se o seu time de vendas está sendo efetivo, se o seu serviço é bom ou se o atendimento está sendo eficaz.

Algumas perguntas podem ser respondidas:

  • O número de clientes aumentou?
  • Os clientes continuam sendo assinantes?
  • Se não há assinatura, eles voltam a fazer negócio com você?
  • Está aumentando o tanto que eles pagam para você?

A partir desses resultados, você pode tirar algumas ideias e criar mais questionamentos. Por exemplo, se o time de marketing e vendas trazem mais clientes, como bonificá-los? Se o número está diminuindo, como conseguir motivá-los para trazer melhores resultados? O mesmo pode valer para os setores de desenvolvimento de serviços, atendimento e assim por diante. Por isso, é essencial utilizar os dados do seu sistema de gestão para conseguir avaliar os resultados da sua empresa.

Como valorizar o meu funcionário?

Existem algumas formas de conseguir valorizar aqueles setores da empresa que estão tendo mais resultado. Listamos aqui três formas que você pode aplicar hoje na sua empresa.

Aumento no salário

A maneira mais tradicional de bonificar qualquer funcionário que apresenta um desempenho satisfatório é aumentar o salário dele. Normalmente, essa ação não é voltada para um grupo de colaboradores e apenas para uma pessoa em si.

Para ser aplicado com justiça, você deve avaliar dentro de uma equipe qual funcionário se destacou e impulsionou o resultado positivo naquele ambiente. A partir disso,  é possível escolher quem e quanto essa pessoa vai receber.

Bônus

O bônus consiste em duas etapas: primeiro é definido um objetivo e, ao atingí-lo, se paga uma bonificação para os funcionários. Ele pode ser tanto separado por setor ou pode se condicionar o resultado geral da empresa toda.

Entre as duas opções a segunda é a mais assertiva. Apesar da primeira parecer mais justa (se um setor atingiu o objetivo e o outro não, logo o primeiro tem que receber bônus e não o segundo), ela é segregativa. Existirá uma competição interna.

A segunda estimula a cooperação e o sentimento que todo mundo está no mesmo barco, velejando nas mesmas águas, mirando o mesmo destino. Isso conecta a empresa como um todo e pode orientar a resultados melhores.

Participação nos lucros

A mensagem que você passa com a participação dos lucros é clara: se a empresa vai bem, todo mundo se dá bem. É uma maneira bem interessante de aglutinar toda a sua equipe em busca de um objetivo comum e fazer com que todos se preocupem com as métricas financeiras dela.

O tamanho da participação que cada funcionário vai ter nos lucros vai depender de diversos fatores: tempo de casa, desempenho, resultado do setor e influência em outros membros do time e de outros times. Pode se condicionar uma meta para que os lucros sejam compartilhados também.

Automatização dos processos administrativos pode ser a chave

Utilizando um sistema de gestão, muitos de seus processos financeiros e administrativos são automatizados (ou pelo menos, facilitados). Dessa forma, algo que levava semanas para ser resolvido, acaba sendo resolvida em poucos dias.

Ou seja, você ganha tempo, recurso e dinheiro. Por exemplo, se antes você gastava 10x nesse setor e passa a gastar 2x. Sobram 8x. Isso pode acabar sendo investido em outras áreas e melhorar a gestão como um todo.

A gestão de pessoas é uma área que é essencial e sempre tem onde ser melhorada. Isso pode ser feito através de treinamento, melhoria de processos, melhoria nas contratações, entre outros. Você corta a burocracia e abre as portas para o crescimento da sua empresa.

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão (ERP) líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios, Imobiliárias e Educação.

A Superlógica também realiza o Superlógica Xperience, maior evento sobre a economia da recorrência da América Latina, e o Superlógica Next, evento que apresenta tendências e inovações do mercado condominial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *