Os desafios da carreira feminina

Marcelo Furtado
Treinamento e Desenvolvimento
  2 min. de leitura

Dados colhidos pelo IBGE apontam as principais dificuldades enfrentadas para se obter sucesso na carreira feminina

 

Enquanto estudos internacionais ainda mostram a grande disparidade entre as remunerações para homens e mulheres no mercado de trabalho (embora algumas tendências apontem para um cenário mais equilibrado no futuro), a carreira feminina ainda passa por dificuldades diversas para se estabelecer e ganhar destaque.

No entanto, engana-se quem ainda pensa que o fator salário é o único problema em uma carreira feminina, já que – de acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – na atualidade, apenas 19% das profissionais brasileiras acreditam em possibilidades boas de promoção na carreira como as dadas aos homens atuantes no mercado.

De acordo com os dados divulgados pelo IBGE, conciliar vida pessoal e trabalho ainda é o principal problema enfrentado pelas mulheres no mercado de trabalho, sendo que o fator foi apontado por 45% das entrevistadas como o principal conflito que as impede de uma ascensão maior nas suas carreiras.

Entre as mulheres que ocupam cargos de alto nível hierárquico, no entanto, o cenário também é complicado; tendo em vista que, quem ocupa esse tipo de posição, ainda tem que lidar com as grandes diferenças de estilo e gênero presentes nas empresas – e este fator é tido por 41% das entrevistadas como um dos maiores fatores a superar para alcançar uma trajetória de sucesso.

Enquanto as mulheres já enfrentam tais situações de maneira constante, o fato de o mercado, como um todo, acreditar que os homens são mais propensos a promover subordinados e mais “adequados” para determinados cargos, dificulta ainda mais a evolução das carreiras femininas.

Ainda segundo os dados colhidos, 57% dos homens acreditam que as mulheres não fazem um bom marketing pessoal (culpando este fator como um dos principais vilões da carreira feminina), e 35% deles crê que as mulheres possuem qualificação e experiência menores para ocupar certas vagas – predominantemente ocupadas por homens.

Imagem: reprodução

 

Compartilhe nas redes sociais

Posts Relacionados

Contribua com esse post

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Plataforma para gestão de departamento pessoal online.

Automatize suas rotinas de RH e Departamento pessoal e controle os dados de seus funcionários em um único lugar, de onde estiver.

Quer receber todas as novidades do nosso blog?

Se inscreva abaixo e receba conteúdos exclusivos!

[PLANILHA GRATUITA]Cálculo de Turnover

Em parceria com a Escala, desenvolvemos uma planilha com fórmulas prontas para você calcular a rotatividade dos colaboradores na sua empresa. Confira! 🚀