Perda de conhecimento é preocupação para empresas

Perda de conhecimento é preocupação para empresas

Perda de conhecimento é preocupação para empresas

Pesquisa aponta que a perda de conhecimento está entre os principais temores das empresas do mercado mundial

 

Segundo uma pesquisa ampla realizada pela consultoria PwC, que contou com a colaboração de 25 executivos do segmento de economia de 40 países diferentes, a preocupação com a perda de conhecimento e experiência de funcionários já é algo real para 23% dos entrevistados.

A falta de atenção das empresas com esse tipo de questão é apontada como uma das grandes responsáveis por esse cenário – onde os profissionais de recursos humanos dão muita atenção para a captação e retenção de talentos, mas não priorizam a atualização de conhecimento destes profissionais.

De acordo com especialistas do mercado, a solução para este problema de perda de conhecimento pode estar em um foco maior das empresas em relação a três desafios primordiais, descritos abaixo:

  • Formalização de conhecimento: o desenvolvimento de treinamentos e materiais que possam ajudar funcionários a se manter atualizados deve ser algo constante e registrado, traduzindo informações para algo físico e acessível.
  • Atualização: o desenvolvimento de novos processos é o que permite a elaboração de materiais concretos que passem informações atualizadas para os profissionais, e cada empresa deve levar em conta as suas características e sua área de atuação para que isso seja realizado – atualizando seus profissionais de acordo com a velocidade em que o seu mercado específico de atuação se renova.
  • Disseminação de informação: Informações que não chegam a todos os componentes de uma equipe ou empresa não são úteis. Portanto, todo tipo de manual deve ser elaborado de forma que possa atingir e ser compreendido pelos profissionais de diferentes cargos e funções.

Imagem: reprodução

 

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Contribua com este post