Cultura de Inovação aplicada ao RH Estratégico

Cultura de Inovação aplicada ao RH Estratégico

Cultura de Inovação aplicada ao RH Estratégico

Construir um RH estratégico está entre os maiores benefícios gerados pela cultura de inovação. Ele pode atuar como um ponto de difusão para o pensamento inovador, espalhando suas ideias pela empresa e multiplicando os seus resultados.

É verdade que mudar os hábitos e técnicas de trabalho não é algo fácil para as empresas, porém é necessário passar pelas transformações para manter a competitividade no mercado. O RH estratégico tem lugar de destaque nessas mudanças, garantindo que a gestão de pessoas valorize a criatividade e o desenvolvimento dos colaboradores.

O que é cultura de inovação e porque ela é importante?

A cultura de inovação envolve uma mentalidade favorável ao compartilhamento de ideias, teste de hipóteses e valorização do aprendizado; além de atividades e ferramentas que facilitem esse modo de operação.

Para que a inovação faça parte da cultura, ela deve estar entre os propósitos da organização, alimentando um pensamento que parte dos gestores para os profissionais que atuam na linha de frente.

Uma empresa inovadora dá impulso à criatividade e autonomia de seus colaboradores para implementar mudanças nas mais diversas áreas – incluindo o RH. Essa dinâmica permite descentralizar a inovação, ramificando seus benefícios em toda organização.

É uma mudança que diminui o foco da inovação na busca pela próxima grande ideia revolucionária, dando mais atenção às possibilidades cotidianas de melhorar os resultados. Em outras palavras, os colaboradores se preocupam com o que podem fazer hoje para ganhar eficiência, aumentar sua produtividade ou reduzir desperdícios, por exemplo.

Isso é a inovação incremental, que ao contrário do que muitos podem pensar, não existe um alto investimento em tecnologia ou traga uma mudança disruptiva. Pequenas melhoras também podem ser inovadoras.

Graças a essa mentalidade, adotar uma cultura de inovação faz com que a sua empresa esteja à frente das próximas mudanças que irão ocorrer no mercado, ao invés de lutar diariamente para não ser destruída por elas.

E o que é um RH estratégico?

Com o avanço da digitalização de processos no contexto da transformação digital, o RH pode atribuir uma parcela cada vez maior de suas funções tradicionais à tecnologia.

O tempo normalmente dedicado às tarefas administrativas de rotina, como produção de documentos, avaliações de desempenho e até processos seletivos, agora está disponível para trabalhar no desenvolvimento dos colaboradores.

Essa é a base, e também o objetivo de um RH estratégico. Ele deve otimizar processos, usar a tecnologia para ganhar eficiência e obter informações, além de construir um ambiente no qual os profissionais são constantemente desafiados a evoluir.

O setor de RH, que sempre foi visto como uma área burocrática das organizações, está assumindo uma postura cada vez mais inovadora. Seu papel ganha uma importância redobrada, por atuar na seleção, capacitação e direcionamento dos colaboradores.

O RH estratégico atua em conjunto com os diversos departamentos, elaborando um planejamento coletivo que possa desenvolver talentos e visar resultados sempre crescentes.

Tudo isso significa que o RH estratégico tem uma posição central na cultura de inovação, preparando os colaboradores de acordo com a mentalidade e as habilidades necessárias para adotá-la.

Importância do RH estratégico para sua empresa

Em meio a um mercado competitivo entre as empresas, a busca por inovação e criatividade deve estar presente em todos os departamentos de um empreendimento.

Os negócios precisam estar prontos para as transformações, e o RH não escapa desse movimento.

Um RH estratégico é responsável pela contratação de profissionais capacitados e criativos, que podem se adequar e até mesmo conduzir as próximas ondas de inovação. A retenção dos seus talentos também é impulsionada, já que eles serão colocados em tarefas desafiadoras para obter novas habilidades e avançar na carreira.

O desenvolvimento dos profissionais favorece tanto a eles quanto à organização, que pode preparar seus colaboradores para assumir funções de acordo com as necessidades impostas pelas mudanças no mercado, e até mesmo formar novos líderes.

Como aplicar a cultura de inovação a um RH estratégico?

A cultura de inovação pode ganhar fôlego no RH estratégico e nas demais áreas da organização quando elas favorecem o intraempreendedorismo. É preciso criar espaços para que os colaboradores possam sugerir – e conduzir – mudanças nas suas áreas de atuação, tendo o RH como suporte.

O mesmo parâmetro se aplica ao próprio departamento de recursos humanos. Seus profissionais devem ter liberdade, incentivos e autonomia para testar novas ideias, compartilhar informações com os colegas e buscar ajuda em outros setores.

É inviável estabelecer uma verdadeira cultura de inovação ignorando o intraempreendedorismo. Afinal, cultura na organização significa um movimento que inclui todos os colaboradores, e não deve ficar restrito à liderança.

Dicas para implementação

O cruzamento de ideias e recursos entre múltiplos departamentos pode ser pautado através dos squads, equipes multidisciplinares que se reúnem a partir de um objetivo em comum e possuem algum grau de autonomia para encontrar a melhor forma de alcançá-lo.

Uma sugestão é implementar um squad voltado à capacitação. Seus membros devem pensar formas de promover a cultura de inovação em cada departamento, enquanto o RH estratégico centraliza tais ideias e avalia o potencial de cada uma.

O endomarketing é um grande aliado nesse processo, pois pode auxiliar na divulgação das mudanças de forma criativa. Além dos e-mails formais geralmente enviados, o RH pode aproveitar o marketing para fazer ações pela empresa a fim de engajar ainda mais os colaboradores.

Embora o setor de recursos humanos esteja no centro desse squad, é possível rotacionar a liderança da equipe de acordo com a fase do projeto. Um colaborador na área de marketing pode conduzir campanhas internas que promovam os treinamentos, por exemplo.

O RH estratégico também precisa ter em mente que os processos vão continuar evoluindo – a mudança é uma constante em sua atuação. Adotar uma metodologia ágil é fundamental para acompanhar esse ritmo.

Metodologias ágeis favorecem a constante experimentação e atualização, evitando que a empresa ou um de seus departamentos fique preso em burocracias. É uma ferramenta que impulsiona qualquer projeto inovador e garante uma boa transição do RH tradicional para o RH estratégico.

Conclusão

A cultura de inovação aplicada ao RH estratégico torna as empresas mais rápidas e produtivas, graças ao enfoque no aperfeiçoamento da equipe e na criação de novos processos ou ferramentas.

Para alcançar esse resultado, é preciso reposicionar o departamento de recursos humanos – não só para seus próprios profissionais como para todos os envolvidos nas mais diversas áreas da companhia.

O RH do futuro não serve apenas para emitir documentos ou resolver conflitos. Ele é um pilar da inovação, constantemente transformando e sendo transformado pelas iniciativas de todos os envolvidos na organização. 

Esse artigo foi escrito pela AEVO, a maior plataforma de Gestão de Inovação da América Latina.

New call-to-action

Convidados do Convenia

Este conteúdo foi escrito por um dos nossos parceiros. O Convenia abre espaço para autores convidados escreverem e publicarem artigos no nosso blog. Os nossos convidados são grandes profissionais e autoridades em assuntos relacionados à gestão, tecnologia, recursos humanos, departamento pessoal e controle de ponto.

Contribua com este post