FemTech: o que são e por que você precisa ficar de olho nisso

Tempo de leitura: 6 minutos

O empoderamento feminino está em alta. Se durante muito tempo as mulheres foram negligenciadas em seus direitos e necessidades, hoje elas se organizam e levantam as suas vozes para lutar pela igualdade entre os gêneros. É nesse contexto que surgem as FemTechs, que são o assunto deste texto.

Vamos explicar o que elas são, como surgiram e como a ideia do empoderamento feminino tem impactado o universo da tecnologia e das startups. Continue lendo e aproveite as dicas, pois hoje não pode-se mais negligenciar esse mercado!

O que são FemTechs e como elas surgiram?

Fem vem de feminino e Tech de tecnologia. Então, as FemTechs são empresas — geralmente startups — que por meio da tecnologia procuram resolver problemas relativos ao universo feminino ou facilitar o dia a dia das mulheres.

Os produtos ou serviços ofertados por uma FemTech podem ser muito variados. Aplicativos de celular, gadgets de inteligência artificial, sistemas e plataformas virtuais são apenas algumas das opções. No caso, a grande diferença delas para uma startup comum é que o seu foco deve estar na melhoria da vida das mulheres.

Essas empresas surgiram quando o mercado começou a entender que as mulheres também têm potencial para consumir produtos de tecnologia e que o universo feminino têm particularidades que muitas vezes não eram observadas pela indústria. Percebeu-se, então, um nicho de negócio a ser explorado.

Entretanto, para ser considerada uma FemTech não basta ser uma empresa que produz algo voltado para a mulher. É necessário que algumas premissas sejam observadas, como:

  • oferecer maior controle para as mulheres sobre suas vidas e a sua saúde;
  • diminuir o tabu sobre questões do universo feminino; e
  • utilizar a ciência e a tecnologia para tratar e diagnosticar doenças mais brevemente.

Afinal, produtos para mulheres sempre existiram. A grande diferença agora está na quebra de paradigmas sobre o papel ocupado pela mulher na sociedade, o que reflete também em seus hábitos de consumo.

Como o empoderamento feminino tem impactado o universo das startups?

Podemos dizer, então, que o empoderamento feminino tem impactado a indústria e o universo das startups. Conforme a Forbes, desde 2015 as chamadas FemTechs já receberam mais de 1 bilhão de dólares em investimentos, uma cifra bastante expressiva para um mercado tão competitivo como é o da tecnologia.

E se os números já são bons, a tendência é crescerem ainda mais, pois as mulheres estão cada vez mais preocupadas com a própria saúde. A mesma pesquisa estima que na próxima década esse segmento deve movimentar mais de 50 bilhões de dólares.

Esses números também transformam de outras maneiras a indústria tecnológica e o mercado de trabalho. Afinal, se o foco é a vida e a saúde das mulheres, quem são as pessoas mais capacitadas para encontrar e desenvolver soluções para essas questões? Elas mesmas!

As mulheres ainda são minoria nesses espaços, principalmente ocupando posições de liderança, mas esse quadro está mudando aos poucos. Hoje já existem inúmeras iniciativas, no Brasil e no exterior, que pretendem capacitar as mulheres para atuar no segmento tecnológico.

Como resultado, uma pesquisa divulgada pelo LinkedIn em 2017 mostra que o número de mulheres ocupando cargos de liderança no setor de tecnologia cresceu 18% em 8 anos. Embora pareça um avanço tímido, os dados merecem ser comemorados, especialmente pela sua constância, o que indica um movimento contínuo.

Por que ficar de olho nesse mercado?

Como já falamos, a perspectiva é de que pelo menos 50 bilhões de dólares sejam investidos em FemTechs na próxima década. Além disso, a mídia e o show business seguem dando sinais de que o assunto será muito explorado, inclusive comercialmente. Hoje, grande parte das celebridades prega o empoderamento feminino, fazendo com que o assunto permaneça em voga.

Essas são apenas algumas das razões para você ficar de olho nesse mercado. Afinal, você não quer perder toda essa fatia de público e de dinheiro, não é?

Nesse mesmo cenário, pesquisas indicam que os consumidores estão cada vez mais preocupados em comprar de marcas que tenham algum propósito e sejam ligadas a causas. Hoje, campanhas publicitárias que utilizam esse conceito fazem bastante sucesso entre o público e nas redes sociais. Então, por que não apoiar uma causa tão importante e que ainda rende marketing gratuito?

Por fim, cabe ressaltar que como as questões relacionadas à saúde da mulher estão em foco também no que se refere a políticas públicas, em diversos países os órgãos governamentais estão investindo dinheiro nas FemTechs. O objetivo é prevenir doenças e também auxiliar na cura delas, promovendo o diagnóstico precoce.

Quais oportunidades podem ser criadas para esse público e como aproveitá-las de forma eficiente?

O segredo para uma FemTech de sucesso é entender quais os nichos do universo feminino podem ser explorados e como fazer isso com eficiência. Conheça alguns!

Saúde

Dentro desse tema existem inúmeras questões que podem ser resolvidas com uma FemTech. Testes de gravidez biodegradável, Coletores menstruais, calcinhas absorventes, aplicativos de controle de ciclo menstrual e até mesmo aparelhos que possibilitam identificar lesões no colo do útero são exemplos de FemTechs no segmento da saúde.

Embora em um primeiro momento coletores e calcinhas absorventes possam não ser identificadas como tecnologias, no conceito das FemTechs elas podem ser entendidas assim, já que aumentam o controle da mulher sobre o próprio corpo.

Maternidade

A maternidade, assim como a menstruação, é uma questão que compete unicamente ao universo feminino. Por isso, é um segmento que pode ser muito bem explorado por uma FemTech. Bons exemplos são plataformas e aplicativos para compartilhar experiências sobre a gestação e os primeiros anos da vida das crianças ou que permitam registrar dados sobre a saúde dos pequenos, monitorando e registrando essas questões.

Agora que você já sabe tudo sobre o assunto fica fácil entender por que você não pode abrir mão de investir nessa tendência, não é? Escolha um segmento, pesquise e invista em uma FemTech. Você com certeza colherá os resultados dessa escolha!

Gostou deste texto e quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe as nossas redes sociais — Facebook, Instagram e LinkedIn — e receba em primeira mão os nossos conteúdos!

ebook_como_motivar_millennials

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *