O que é liderança 4.0?

O que é liderança 4.0?

Foi-se o tempo em que o termo 4.0 aplicava-se somente à quarta revolução industrial. Hoje em dia é muito comum relacionar a expressão a outros setores, cargos e movimentos econômicos. Um exemplo é a liderança 4.0.

O termo foi criado em 2016 por Klaus Schwab, fundador do Fórum Econômico Mundial, que, não coincidentemente, foi a mesma pessoa que criou o termo Revolução Industrial 4.0. Schwab percebeu que as lideranças precisavam ter características específicas para guiar as mudanças geradas pela transformação digital nas empresas.

Mas afinal, o que é liderança 4.0?

A liderança 4.0 surgiu em um contexto de transformação digital, em que as empresas estão adotando novas ferramentas e tecnologias; automatizando processos; e precisam de líderes que estejam à frente, se destacando pela mudança de pensamento e agilidade no acompanhamento das novidades.

O líder 4.0 é aquele gestor que consegue lidar com os desafios ocasionados pela digitalização das empresas.

Essa pessoa é capaz de adaptar sua rotina para processos automatizados e mais eficientes; têm visão estratégica, com tomada de decisão focada em dados e resultados; e conseguem acompanhar  equipes de alta performance.

Apesar da utilização frequente de ferramentas tecnológicas, a liderança 4.0 é humanizada e próxima aos colaboradores, visando aprimorar habilidades para conduzir à inovação. 

Lideranças antecedentes a 4.0 

Você deve estar se perguntando: “Ok, mas como era a liderança anterior à 4.0?”. Podemos dizer que, assim como tivemos três revoluções industriais antes da que vivemos atualmente, a liderança também passou por três grandes fases, que são:

  • Liderança 1.0: ocorreu após a revolução industrial inglesa e tinha como objetivo potencializar o sistema de produção;
  • Liderança 2.0: preocupada com a performance e qualidade das empresas;
  • Liderança 3.0: principal objetivo era criar modalidades de negócios que culminaram com as novas tecnologias.

Vantagens da liderança 4.0

O advento da liderança 4.0 ocorreu devido às grandes vantagens competitivas que esse modelo traz para os negócios. Entre as principais estão:

Maior integração dos times

A troca de informações entre times sempre foi um gargalo na maioria das empresas, entretanto, o modelo de liderança 4.0 tende a facilitar a integração e comunicação entre as equipes.

Isso ocorre porque a automação de processos contribui para a distribuição dos dados, gerando maior alinhamento entre os setores.

Além disso, a liderança 4.0 busca a transparência entre os colaboradores, fornecendo todas as informações e ferramentas necessárias para a realização das tarefas, cumprimento de metas e tomada de decisão estratégica.

Cultura de feedbacks

O líder atual entende que o feedback é uma das ferramentas mais eficazes para o desenvolvimento do colaborador, por isso, uma de suas metas é criar um ambiente que estimule a troca de percepções e ideias entre toda a equipe.

É, também, por meio do feedback que as avaliações de desempenho ocorrem, dando luz a todo o progresso conquistado até o momento e, também, apontando pontos de melhoria e desenvolvimento.

Tudo isso contribui para o crescimento e o fortalecimento de todos da organização. 

Maior produtividade

Sempre que falamos de alguma inovação ou ferramenta tecnológica, o aumento da produtividade está relacionado como um dos benefícios e, com a liderança 4.0, não é diferente.

Além de buscar ferramentas que permitam uma ação mais estratégica – e menos operacional – aos colaboradores, o líder 4.0 também tem modificado a forma de trabalho para conquistar mais agilidade nos processos.

Nesse cenário, o uso da metodologia de squads e metodologias ágeis têm sido uma das opções e que tem trazido bons resultados.

Outra grande preocupação do novo líder está relacionada a busca constante de capacitação para a equipe. Essa prática é muito bem vista, já que o colaborador tende a retribuir com melhoria no desempenho.  

Utilização de ferramentas tecnológicas 

O termo 4.0 está ligado ao uso de novas tecnologias e análise de dados, logo, uma das principais vantagens é a transformação digital dentro de cada setor da empresa. 

É muito comum vermos a adoção de softwares de gestão de projetos; ferramentas para acompanhamento de desempenho da equipe; gestão e planejamento de recursos; plataformas EAD para treinamentos corporativos, entre tantos outros.

Vale sempre lembrar que o uso de tantas ferramentas é essencial para a criação de processos automatizados, facilitando a distribuição de dados, garantindo maior eficiência e alinhamento entre os diversos setores.

Características de um líder 4.0

Agora que você já entendeu as principais vantagens da liderança 4.0, chegou a hora de saber as principais características desses líderes.

Inovador

Estar à frente das mudanças é um dos requisitos básicos de um líder moderno. Por isso, ter a inovação como uma das principais características é essencial. 

É função do líder criar tendências e incentivar sua equipe a buscar aperfeiçoamento constante, que possa ser utilizado como diferencial competitivo e melhoria na experiência do cliente.

Intraempreendedor

Intraempreendedor é aquele colaborador que empreende dentro da organização, ou seja, cria novas ferramentas, processos, metodologias, dentre outros.

Mais do que empreender dentro da empresa, o líder 4.0 tem alta capacidade de resolução de problemas e é um verdadeiro gerador de novas ideias.

Além disso, a pessoa intraempreendedora auxilia na promoção do crescimento e aumento da competitividade saudável, gerando vantagens permanentes por meio da inovação.

Colaborativo

Para ganhar agilidade, foco e produtividade, o líder precisa ter sua equipe por dentro dos projetos e objetivos e ser capaz de tomar decisões de forma autônoma.

Por isso, a colaboração é essencial para quem deseja assumir a gestão em empresas digitais ou em processo de digitalização.

É importante lembrar que a autonomia da equipe não exime a liderança de estar acessível e prestar apoio sempre que necessário.

Entretanto, a responsabilidade também deve ser compartilhada com o time.

Habilidades socioemocionais 

As chamadas soft skills são as habilidades mais requisitadas no mercado de trabalho, visto que as empresas precisam de pessoas que se adaptem às constantes mudanças. Para o líder 4.0, as mais importantes são:

  • Inteligência emocional;
  • Flexibilidade;
  • Criatividade;
  • Resolução de problemas;
  • Persuação.

Todas essas características corroboram a necessidade da liderança 4.0 ser humanizada, com forte mentalidade inovadora.

Vale ressaltar que nenhum líder nasce pronto, por isso, a busca por conhecimento e aperfeiçoamento profissional deve ser constante. Um líder não deve se contentar com o que já tem, mas sempre deve buscar o próximo nível. Isso reflete nos resultados dele e, também, da equipe que gerencia.


Esse artigo foi escrito pela Sambatech, empresa referência em soluções para educação a distância e transformação digital. 

New call-to-action

Convidados do Convenia

Este conteúdo foi escrito por um dos nossos parceiros. O Convenia abre espaço para autores convidados escreverem e publicarem artigos no nosso blog. Os nossos convidados são grandes profissionais e autoridades em assuntos relacionados à gestão, tecnologia, recursos humanos, departamento pessoal e controle de ponto.

Contribua com este post