Funcionário desmotivado: como identificá-lo e resolver a situação

Tempo de leitura: 6 minutos

Quando um bom funcionário começa a apresentar queda de produtividade, está na hora de os supervisores atentarem para a motivação da equipe. É claro que cada pessoa pode se sentir motivada por diferentes fatores — remuneração, benefícios, plano de carreira, colegas de trabalho —, mas a insatisfação, muitas vezes, começa com um funcionário e afeta toda a equipe.

Faltas constantes, indisposição, mau comportamento, discussão com outros colegas: todos esses podem ser sinais de descontentamento que, muitas vezes, acabam passando despercebidos pela correria das empresas no dia a dia. Mas é preciso tomar cuidado.

Caso isso esteja acontecendo com sua equipe, continue a leitura do texto e saiba como resolver a situação, trazendo a motivação de volta para os seus colaboradores e para toda a empresa.

Como identificar um funcionário desmotivado

A motivação é essencial para qualquer equipe. Sem um ambiente de trabalho engajante, os funcionários tornam-se infelizes e, consequentemente, a produtividade entra em declínio. Alguns sinais podem ajudar na hora de identificar quem está agindo sem motivação: conflitos constantes, indiferença para realizar as atividades, atrasos, faltas e queda na qualidade do trabalho são os principais.

Antes de tentar recuperar a motivação dos funcionários, é importante que os responsáveis saibam o que tem causado tal atitude. Muitas vezes a desmotivação pode ter início na relação entre o colaborador e seus líderes: falta de comunicação ou comunicação agressiva, tratamento distante, críticas excessivas, falta de objetivo ou feedback podem ser alguns dos gatilhos.

Em outros casos, a infelicidade do funcionário pode ser causada por problemas estruturais da própria empresa: salário não compatível com o mercado, falta de promoções ou oportunidades de crescimento, metas inatingíveis, ausência de reconhecimento, pouca ou nenhuma relação entre os diferentes setores, excesso de horas extras e ambiente de trabalho desagradável.

Como reverter essa situação

Depois de identificar quem está desmotivado e quais as causas, é hora de agir para mudar esse quadro. O funcionário desmotivado precisa voltar a se sentir importante para a empresa e sua equipe. Talvez esse seja o momento de criar uma confraternização entre os colaboradores ou apresentar um novo projeto de trabalho em que todos sejam aproveitados, por exemplo.

Lembre-se de que oferecer somente bonificação em dinheiro nem sempre é a melhor saída. Prefira criar estímulos diários de satisfação, como reconhecimento para o melhor funcionário do mês, brindes funcionais, horários para ginástica laboral ou café da tarde às sextas-feiras.

Gerenciar uma equipe com diferentes pessoas e personalidades não é tarefa fácil, por isso, teste quais atitudes são mais bem recebidas por todos.

Confira, a seguir, algumas dicas que podem ser empregadas para mudar esse quadro de descontentamento.

Dê voz à sua equipe

Uma atitude tão simples quanto ouvir seus funcionários pode ser essencial para as boas relações cotidianas. Todo líder deve procurar entender a situação de seus colaboradores. Isso demonstra que a empresa está preocupada com o bem-estar de todos. Pode ser por meio de reuniões, pesquisas de satisfação ou conversas particulares, o importante é deixar o funcionário falar.

Cumprimentar sua equipe, elogiar e conversar sobre outros assuntos que não sejam somente do trabalho também ajuda a deixar o ambiente mais descontraído e amigável, e quando o funcionário se sente bem, trabalha melhor. Incentive também o diálogo entre os próprios colegas: muitas coisas podem ser resolvidas com uma conversa informal.

Não esqueça o feedback

Já falamos aqui no texto sobre o problema da falta de comunicação entre gestor e equipe, porém, de nada adianta o gestor ouvir e não passar nenhum retorno. O funcionário fica claramente desanimado quando não sabe se seu trabalho está no caminho certo. Valorize os pontos positivos e comente aquilo que pode ser melhorado. O feedback tem que servir como inspiração para os trabalhadores.

Acompanhe os processos de execução das tarefas demandadas, demonstre interesse no trabalho de todos e, sempre que possível, comente como espera que os resultados sejam alcançados. Com acompanhamento de perto, a equipe vai se sentir mais parte dos projetos — isso pode ser o que falta para que todos sintam-se motivados.

Defina as metas com a equipe

Antes de definir qualquer meta ou objetivo, reúna seus profissionais e discuta o que é ou não viável. Ninguém melhor que os próprios funcionários para avaliar o quanto são capazes e o que conseguem atingir. Decidir sozinho por metas absurdas só vai desmotivar o seu time.

Ainda durante o processo, estabeleça recompensas com os colaboradores. Isso cria um ambiente de valorização do trabalho, e todos podem sair da reunião mais motivados. Use a criatividade da sua equipe também nesse momento — de repente, eles gostariam de receber um tipo de gratificação que você nem imagina, como uma vaga no estacionamento.

Valorize o desenvolvimento de cada um

Você quer que a sua equipe se desenvolva, mas não reconhece quando isso acontece? Aqui está um erro grave. Não deixe passar em branco qualquer melhoria que o funcionário produza. Pode ser uma nova certificação ou um bom resultado nas contas do mês, o importante é saber reconhecer cada esforço.

Aproveite o momento para mostrar que se importa com seus liderados e acredita no potencial de cada um. Para ajudar, ofereça treinamentos, palestras ou outros programas que possam levá-los a se desenvolver ainda mais.

Procure investir também na estrutura da empresa. Disponibilize um ambiente aconchegante, limpo, com equipamentos em bom funcionamento, iluminação adequada — tudo isso pode animar um funcionário desmotivado.

Caso ele continue infeliz mesmo depois das melhorias implementadas, talvez o melhor caminho a seguir seja o da demissão. Lembre-se de conversar posteriormente com o restante da equipe e deixar claro o motivo do desligamento de um colega, para evitar que uma nova crise de desmotivação se inicie.

Em alguns casos, o problema do funcionário desmotivado pode estar fora da empresa e ainda assim o afetar. É o que acontece com quem passa por situações de doença na família, má fase financeira, divórcio e outras coisas. Se esse for o cenário, cabe à empresa saber como ajudar o colaborador a enfrentar o momento da melhor maneira possível, minimizando as consequências.

Se você quer descobrir um novo sistema de gestão de RH, muito mais simples e moderno, entre em contato conosco agora mesmo! Podemos ajudar sua empresa e seus colaboradores!

motivacao_desempenho_rh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *