Técnicas de motivação: 7 dicas para manter as equipes produtivas

Técnicas de motivação: 7 dicas para manter as equipes produtivas

Técnicas de motivação: 7 dicas para manter as equipes produtivas

Técnicas de motivação devem sempre ser colocadas em prática para que uma empresa consiga motivar e engajar todos os seus colaboradores. De acordo com pesquisas no mercado internacional, 75% dos funcionários de empresas não gostam ou não possuem nenhum tipo de atrativo para desenvolver suas funções no ambiente de trabalho.

Com isso em mente, a aplicação de técnicas de motivação se torna de grande importância e as causas de falta de engajamento por parte de funcionários são os pontos em que o RH deve focar na hora de desenvolver o planejamento, uma vez que é justamente nessas causas que podem ser encontradas as soluções para a maioria dos problemas dessa natureza. 

Neste artigo, explicaremos sobre essas técnicas. Para isso, abordaremos o conceito, os tipos, benefícios e como aplicá-las na empresa. Acompanhe os próximos tópicos!

O que é motivação? Qual a sua importância no ambiente de trabalho?

A motivação é definida como uma forma de gerar iniciativa para uma ação específica. Ela é fundamental para quem busca uma vida equilibrada e de sucesso tanto em seus relacionamentos pessoais quanto profissionais. 

Em algumas situações, o ambiente não colabora com a motivação, uma vez que existem muitas nuances capazes de gerar influências negativas, como individualismo, egoísmo e competição. Por isso, cabe muitas vezes às empresas administrar isso da melhor forma possível para manter a equipe o mais motivada possível.

Hoje em dia, está mais do que perceptível que a motivação no ambiente de trabalho é fundamental, e por isso, é algo que vem sendo cada vez mais trabalhado por empresas. Motivar o funcionário, significa prover incentivos para que desempenhem seu papel de maneira mais feliz, assertiva e consequentemente produtiva. 

Manter os colaboradores motivados é muito importante, pois um membro que esteja desmotivado dentro de uma equipe em específico pode acabar por atrasar processos e gerar impactos negativos no trabalho prestado pela empresa. Sendo assim, é importante ter em mente que a motivação não significa entusiasmo ou disposição elevada, mas sim que todo comportamento possui uma causa. 

Tipos de motivação

O que motiva um colaborador pode não ser o que motiva o outro. E o desenvolvimento da motivação também acontece de maneiras diferentes em cada profissional. A seguir, apontamos os dois tipos de motivação encontrados entre os colaboradores de uma empresa.

Extrínseca

Podemos dizer que a motivação extrínseca é aquela que impulsiona um profissional por meio de recompensas externas. Isso acontece quando a empresa indica o benefício de se dedicar a uma atividade ou o colaborador percebe que receberá algo se der o seu melhor. Entre essas recompensas, podemos citar:

  • Promoções;
  • Premiações;
  • Aumento salarial;
  • Reconhecimento profissional;
  • Experiência de carreira.

Intrínseca

Por outro lado, a motivação intrínseca envolve a execução de uma atividade por mera satisfação e sem a necessidade de receber algo em troca da empresa. Seria o profissional que gosta e se sente realizado no trabalho.

Embora não se importe com recompensas externas, esse tipo de motivação recebe “prêmios internos”, como: felicidade, contentamento, autorrealização, saúde emocional e confiança. Normalmente, é esse tipo de motivação que leva ao crescimento profissional.

E o que são as técnicas de motivação?

As técnicas de motivação são elaboradas pela grande maioria das empresas em busca de engajamento e aumento de produtividade entre seus funcionários. No entanto, para que tragam resultados palpáveis e positivos, tais ações devem levar em consideração a opinião, a vontade e o conforto dos empregados no ambiente de trabalho: o que nem sempre é feito.

Tendo o trabalho de Tom Gardner, CEO da The Motley Fool, como exemplo, juntamos alguns dos pontos mais importantes para que o desenvolvimento de técnicas de motivação seja eficaz na sua empresa.

De acordo com Gardner, alguns itens principais são os fatores de maior relevância para a satisfação de uma equipe, que devem ser levados em consideração para que se determinem ações que promovam o engajamento de colaboradores:

  • Salários que cubram confortavelmente as necessidades dos funcionários;
  • Conexão dos empregados com os valores e missões da empresa.
  • Oportunidade de trabalhar com uma equipe onde haja pessoas agradáveis.

Defendendo a proposta constante de novos desafios e a flexibilidade de horários para funcionários, as técnicas de motivação destacadas pelo CEO da The Motley Fool deixam os bônus financeiros entre as ações de menor importância da lista, o que pode explicar diversos equívocos de planejamento em grandes empresas – que acabam priorizando o benefício financeiro acima de outros fatores que tem uma relevância muito maior sobre os colaboradores no dia-a-dia.

A análise individual de cada funcionário e cada equipe da empresa deve ser feita para que os pontos acima possam ser aplicados de maneira eficiente, juntando as técnicas propostas para criar um ambiente de trabalho que motive e incentive o aumento de produção entre empregados.

As 7 principais técnicas de motivação para seus funcionários

Depois de tudo que foi dito até aqui, é possível concluir que as técnicas de motivação precisam ser utilizadas como forma literal de estimular os funcionários. Quando aplicadas da maneira correta, a empresa percebe o aumento na qualidade dos serviços e na produtividade dos times. A seguir, mostramos algumas dessas principais técnicas.

1. Condições de trabalho adequadas 

Pode parecer loucura, mas a verdade é que muitos funcionários não se sentem motivados nem prestigiados quando não possuem à disposição materiais para que possam  trabalhar de modo eficiente. Isso inclui uma série de fatores, como instalações, meios de comunicação, equipamentos como computadores e laptops, sistemas eletrônicos de gerenciamento e administração, condições de transporte e formas de trabalho remoto. Assim, oferecer condições de trabalho adequadas é uma ótima técnica motivacional. 

2. Clima organizacional 

Não há como motivar um funcionário em um ambiente ruim, desagradável em que o funcionário não se sinta bem. Sendo assim, de tempos em tempos pesquisas sobre o clima da empresa devem ser feitas sobre para que o clima organizacional seja o melhor possível dentro, fazendo com que os funcionários estejam sempre motivados.

3. Programas de incentivo 

Outra maneira muito polida de incentivar a equipe pode ocorrer através de programas de incentivo. No entanto, ainda é grande o número de empresas que não possuem esse hábito ou o fazem de maneira errônea. Além das tradicionais comissões por vendas, ou de prêmios por atingir metas e bônus de performance anuais, é possível oferecer programas de incentivo com prêmios mais lúdicos, como viagens, aparelhos eletrônicos, entre outros. A maioria dos programas de incentivo alcançam êxito na questão de motivação da equipe.

4. Treinamento e capacitação 

O treinamento e capacitação entram nas técnicas de motivação, afinal como um funcionário pode executar sua função se não foi treinado para exercê-la? Muitos colaboradores se ressentem quando precisam executar tarefas para as quais não receberam treinamento prévio. Por isso, oferecer treinamento constante e capacitação para execução das tarefas é primordial para motivação de todo o quadro de funcionários.

5. Remuneração compatível com o mercado 

O famoso e conhecido Henry Ford pagava os melhores salários para atrair e preservar os talentos. Essa é uma antiga técnica de motivação que vale até os dias de hoje. Colaboradores que não recebem um salário compatível com o mercado estarão sempre desmotivados e não irão render tudo o que poderiam. 

6. Oferta de benefícios 

Hoje em dia, os benefícios corporativos estão todos enraizados na cultura dos funcionários, sendo muito comum trocas de empresa por conta de pouca diferença salarial ou tickets de refeição ou planos de saúde melhores. Por isso, oferecer benefícios competitivos aos seus colaboradores é mais do que uma técnica de motivação.

7. Perspectiva de crescimento 

E por fim, ninguém pode se sentir motivado sem nenhum tipo de perspectiva futura. Essa incerteza sobre as perspectivas de melhorar sua vida com o crescimento na empresa, normalmente deixa funcionários inquietos, desmotivados e principalmente insatisfeitos. Por isso, planos de carreira profissionais dentro da empresa são de grande importância para a equipe e para a organização. 

Conclusão

Nós seres humanos somos movidos por recompensas – sejam internas ou externas. Sendo assim, quando a empresa potencializa a motivação dos colaboradores, demonstra que conhece as necessidades humanas. Além disso, utiliza uma estratégia inteligente que oferece muitos resultados positivos.

Agora você já aprendeu algumas técnicas de motivação. Então é hora de colocá-las em prática e propiciar um ambiente ainda mais produtivo! Acesse gratuitamente o nosso Case de Sucesso: 5 Ações de engajamento de funcionários, testadas e aprovadas! 

New call-to-action

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Contribua com este post