5 dicas para agilizar o processo de análise de currículo

5 dicas para agilizar o processo de análise de currículo

5 dicas para agilizar o processo de análise de currículo

De acordo com uma pesquisa realizada pela Catho e apresentada em um artigo do portal de notícias G1, com critérios bem definidos, 30% dos recrutadores entrevistados realizam uma análise de currículo, em média, entre 6 a 10 segundos.

Ainda, um segundo grupo com 57%, disseram levar até 29 segundos. Desse modo, de cada 100 currículos que eles recebem, uma média de 15 são selecionados para uma avaliação mais cautelosa.

Esse estudo mostra que é fundamental ter um processo otimizado de análise de currículo. Mas como estruturá-lo na empresa? Quais são as vantagens reais que o RH obtém com essa prática? Descubra as respostas nos próximos tópicos!

Qual é a importância da análise de currículo?

Em resumo, a análise de currículos é uma das melhores estratégias para encontrar candidatos talentosos para a empresa. Além disso, é essencial compreender se um profissional se encaixa nos requisitos de uma vaga e se alinha com a cultura interna do negócio.

Por outro lado, a ausência desse processo pode trazer grandes prejuízos, como: 

  • Elevação da rotatividade interna;
  • Queda na qualidade das demandas;
  • Redução no desempenho e no engajamento dos times. 

Todos esses aspectos negativos têm um grande impacto na competitividade e na reputação da organização no mercado em que atua.

Outro ganho da análise de currículo é a possibilidade de criar equipes criativas com habilidades que se complementam, colaborativas e que entregam resultados de excelência. Isso acontece, pois os recrutadores realizam uma triagem minuciosa atrelada a requisitos preestabelecidos.   

Quais profissionais fazem a análise de currículo?

O processo de análise de currículo pode ser realizado por vários profissionais em vez de um só. A vantagem disso é a possibilidade de uma avaliação mais abrangente por meio de diferentes pontos de vista, habilidades e competências. 

No mundo corporativo, os profissionais que costumam participar dessa análise, são:

  • Recrutador – é tradicionalmente o mais usado pelos RHs devido as qualificações e experiências na seleção de pessoas;
  • Headhunter – em algumas empresas é um profissional terceirizado, em outras, faz parte do time de colaboradores. Sua função é encontrar candidatos “acima da média”, ou seja, talentosos e diferenciados. Às vezes, o headhunter os encontram entre os currículos enviados, mas podem também contatar diretamente alguém sem que tenha mostrado interesse ou tido conhecimento sobre a vaga;
  • Analista de recrutamento e seleção – embora esse profissional possa atuar em várias etapas de um processo seletivo, normalmente é destacado para a análise de currículos. A razão se deve a determinadas habilidades e vivências profissionais que os analistas geralmente possuem.

5 dicas para agilizar a análise de currículo 

O livro “A riqueza das nações”, escrito por Adam Smith, revela o bem mais precioso de um negócio: o capital humano. Segundo essa obra, uma equipe de pessoas qualificadas realiza muito mais e melhor do que um único profissional. Porém, montar times de alto rendimento é uma tarefa desafiadora.

Para isso, é necessária uma análise de currículo eficiente. A seguir, elencamos 5 dicas para otimizar essa prática e contratar excelentes profissionais.

Analise a aderência do perfil do candidato à vaga

Uma atitude importante é avaliar a compatibilidade do candidato com a vaga. Para que os recrutadores possam realizar essa tarefa, é preciso que o RH já tenha definido os critérios fundamentais para o exercício da função, tais como:

  • Experiência profissional;
  • Nível acadêmico;
  • Habilidades inatas e técnicas (soft skills e hard skills).

Veja o tempo de experiência e a formação

Dependendo do cargo e função, o tempo de experiência e a formação terá um peso maior ou menor na análise de currículo. Porém, o importante é que esses fatores tenham as exigências necessárias para uma boa contratação.

Por exemplo, em cargos de liderança, o período de experiência tende a abranger um número maior de anos. O mesmo acontece com a formação que pode incluir fluência em vários idiomas, pós-graduações, mestrados e algumas certificações internacionais.

 Avalie o crescimento profissional

O recrutador deve ficar atento ao progresso profissional do candidato. Algo que pode “acender uma luz vermelha” é a ausência de promoções, vários intervalos longos e curtos entre experiências profissionais, além de mudanças constantes entre áreas empresariais totalmente diferentes.

Por outro lado, um candidato que mudou de emprego em algumas ocasiões por causa de boas propostas de trabalho, e cresceu na carreira, sinaliza o empenho dele pelo progresso profissional.

Preste atenção às atividades executadas

Outro ponto de atenção na análise de currículos são atividades adicionais, como trabalhos voluntários, cursos extras, projetos e participação em eventos da área profissional. Essas atividades podem indicar um profissional voltado para a aprendizagem contínua e com motivação para explorar novos desafios.

Por exemplo, caso o RH esteja em busca de um profissional com espírito inovador, um excelente indicador seria o fato de constar no currículo cursos realizados em polos tecnológicos, bem como participações em maratonas de inovação (hackathons).

Use a tecnologia para facilitar a análise de currículo

Existem tecnologias que fazem esse teste de aderência do candidato à vaga com incrível rapidez e eficiência. Sendo assim, os recrutadores obtêm relatórios confiáveis para seguir com a análise dos currículos e escolha do profissional adequado.

Um segundo benefício da tecnologia é a captação de dados importantes de um candidato que pode ser usado quando for contratado. Porém, é essencial que a aplicação virtual esteja adequada às regras da Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD). Desse modo, a empresa evita processos e sanções judiciais.

Quais são as vantagens de uma boa análise de currículo?

Entre as grandes vantagens de uma análise de currículo eficiente, podemos citar:

  • Seleção dos melhores candidatos para exercerem os cargos internos;
  • Potencialização do processo seletivo;
  • Agilidade nas contratações;
  • Criação de uma cultura voltada para identificação e inserção de talentos.

Enfim, no mundo corporativo existem muitos profissionais de alto rendimento. Para encontrá-los, as empresas utilizam muitas estratégias de atração de candidatos, mas a análise de currículo continua sendo uma das mais importantes.

Seguindo as dicas e sugestões dadas neste artigo, com certeza, será mais fácil para a organização implantar essa prática. O resultado será um time interno produtivo e engajado, levando o negócio à conquista de novos patamares dentro do mercado.

Gostou de conhecer as 5 dicas para otimizar a análise de currículo? Quer garantir a eficiência dessa prática? Então, baixe agora mesmo nosso Checklist: Passo a passo para uma avaliação de currículo assertiva!

New call-to-action

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Contribua com este post