Tudo que você precisa saber ao contratar um vale refeição ou alimentação

Tudo que você precisa saber ao contratar um vale refeição ou alimentação

Cartão Refeição ou Vale-Refeição é comumente utilizado durante o período de trabalho, para que os colaboradores se alimentem em locais que oferecem alimentos prontos, como restaurantes e lanchonetes. O Cartão alimentação ou Vale-Alimentação é utilizado principalmente para compras em redes de supermercados.

Criar uma política de benefícios capaz de atrair e reter os melhores talentos para sua empresa é um dos maiores desafios da equipe de recursos humanos. Atualmente, os cartões refeição e alimentação são vistos como grandes diferenciais, pois um candidato geralmente opta por empresas que oferecem mais benefícios, por considerarem que elas demonstram maior comprometimento com o funcionário.

Devido a competitividade do mercado, existem inúmeras empresas que oferecem ticket alimentação, o que acaba gerando dúvidas na hora de contratar esse tipo de serviço. E realmente é necessário observar alguns fatores como rede credenciada, tarifas para a empresa, benefícios do cartão, entre outros.

Então se você ainda não sabe como funciona o vale refeição e qual a melhor opção de cartões refeição e alimentação, considerando as necessidades da sua empresa, esse post é para você. Confira!

O que é o Ticket de Alimentação?

O ticket alimentação é uma forma de concessão de benefícios alimentícios para o trabalhador. A sua principal vantagem para o colaborador é que ele permite a liberdade de escolha, já que cada um pode comprar os produtos de acordo com seus hábitos e nos locais de sua preferência.

Outra grande vantagem do ticket alimentação é oferecer qualidade de vida aos colaboradores. Como assim? Sabemos que as necessidades físicas dos profissionais variam de acordo com a idade, sexo e saúde. Sendo assim, quando se tem a liberdade de escolher onde e o que comer, esses profissionais obtêm uma alimentação ideal para a melhoria constante da sua saúde.

Além disso, as empresas que optam pela concessão têm inúmeros benefícios, como atração e retenção de talentos, economia e segurança. Mas o principal deles é o incentivo fiscal dado pelo Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), que concede uma dedução de até 4% do imposto de renda. O programa foi instituído pela Lei nº 6.321, de 14 de abril de 1976,

Cartão refeição e alimentação: qual a diferença?

Como o cartão alimentação é mais completo e flexível ele acaba sendo utilizado para compras mensais. Enquanto o cartão refeição auxilia o colaborador com os custos da alimentação durante a jornada de trabalho.

Se por um lado o cartão de refeição possibilita que o colaborador faça suas refeições nas proximidades da empresa, por outro, o de alimentação beneficia todo o núcleo familiar. Assim, uma opção é conceder metade do benefício em forma de cartão de refeição e a outra parte em cartão alimentação.

Diante dessas definições, fica claro que esses benefícios se complementam para oferecer uma só coisa: dignidade e respeito pela saúde dos colaboradores. Quando bem cuidados no que diz respeito à alimentação, esses profissionais são mais produtivos e felizes no trabalho que realizam.

Como escolher o melhor benefício?

Uma dúvida frequente de muitos gestores é qual o critério utilizar na customização do melhor vale refeição para os colaboradores. A seguir, elencamos os principais fatores a serem levados em consideração nessa decisão.

Estabeleça um bom valor para o vale refeição

O primeiro passo é entender qual o valor do benefício. Para esse cálculo, os gestores irão analisar:

  • O piso estipulado em acordo ou convenções coletivas para o valor do vale refeição;
  • O orçamento da empresa;
  • A média do custo regional da alimentação;
  • As taxas cobradas pelas operadoras do benefício;
  • As necessidades alimentares dos colaboradores.

Faça uma pesquisa entre os colaboradores

A melhor maneira de descobrir o que os profissionais internos esperam do benefício é realizando uma pesquisa. Entre as indagações, a empresa pode questionar:

  • O tipo de alimentação desejada;
  • O valor ideal;
  • As necessidades alimentares pessoais e familiares.

Verifique a rede de cobertura, taxas cobradas e vantagens oferecidas 

Dependendo da operadora de benefícios escolhida, haverá diferenças nos serviços oferecidos. Sendo assim, com base em pesquisas, os gestores irão verificar também:

  • A rede de cobertura – estabelecimentos e regiões que aceitam o vale refeição da operadora;
  • Taxas cobradas – optar pela empresa que oferece o melhor custo-benefício, ou seja, taxa menor com vantagens maiores.

Quais são os benefícios de oferecer um vale refeição?

Podemos apontar inúmeras vantagens em disponibilizar o vale refeição para os colaboradores. Por exemplo:

  • Melhoria da satisfação no trabalho;
  • Elevação da atração e da retenção de talentos;
  • Redução de impostos fiscais;
  • Redução dos gastos com alimentação dos funcionários;
  • Flexibilidade e liberdade de escolha para as equipes;
  • Melhoria da employer branding (marca empregadora) da empresa;
  • Potencialização da employer experience (experiência do colaborador);
  • Elevação da qualidade de vida do profissional e da sua família.

O Vale Refeição é um benefício obrigatório para as empresas?

O vale refeição é considerado um benefício concedido pela empresa. Sendo assim, não é obrigatório por lei como acontece com o vale transporte. Porém, a situação muda se o vale refeição é inserido nas cláusulas de um contrato de trabalho, acordo ou convenção coletiva.  

Quando isso acontece, ele se torna não só obrigatório como também passa a ter natureza indenizatória – conforme é dito no artigo 458 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Por isso, refletirá no pagamento de obrigações tributárias (FGTS, INSS etc.) e verbas trabalhistas.

Como é feito o cadastramento no PAT?

O processo de cadastro no PAT é feito de forma simples. Basta acessar o site da Secretaria do Trabalho. Caso tenha dúvidas sobre o processo de adesão, você pode enviar um e-mail para o endereço atendimento.pat@mte.gov.br.

A adesão ao PAT é feita de forma voluntária, ou seja, a empresa não é obrigada a participar do programa. Apesar disso, caso o benefício alimentício seja fornecido por uma empresa não inscrita no PAT, deverá ser feito o recolhimento do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS) e Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) sobre o valor do benefício concedido para o colaborador.

As empresas que aderem ao PAT podem oferecer o benefício de alimentação aos colaboradores por meio de cestas básicas, cartão alimentação e cartão refeição.

Como fica o vale refeição para colaboradores que trabalham remotamente?

Segundo o artigo 6 da CLT, os trabalhadores remotos têm os mesmos direitos dos presenciais – portanto, devem receber o vale refeição. Porém, é preciso adequar esse benefício à realidade dos profissionais que trabalham em home office ou em estações colaborativas de trabalho (coworkings).

Para esses, o melhor é o vale refeição digital que permite a entrega de refeições não importando a localização, além de dispensar o uso de dinheiro, papel ou cartão de crédito. Toda a operação é feita por meio de um dispositivo eletrônico.

Quais são as principais empresas que atuam no ramo de cartões alimentação e refeição?

Independentemente da opção da empresa, para escolher a melhor opção de cartões de refeição ou alimentação é preciso considerar a rede de atendimento de cada operadora, ou seja, a quantidade de estabelecimentos que aceitam o pagamento por meio do vale e benefícios extras.

Para te ajudar a identificar a melhor opção para sua empresa, listamos algumas operadoras de vale alimentação e as vantagens da rede de estabelecimentos credenciados de cada uma delas. Veja:

Alelo

De acordo com reportagem da Época, a empresa é líder no mercado de benefícios desde 2013 pelo Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT).

Vantagens: Entre as vantagens está o pacote de benefícios voltado para o usuário final do cartão, como descontos nas compras, parceria com livrarias, parcerias com empresas de alimentação saudável e brindes para os clientes.

Rede de atendimento: de acordo com a empresa, eles têm mais de 500 mil estabelecimentos credenciados, atendem cerca de 100 mil empresas como clientes e possuem 8 milhões de usuários finais. Além disso, a empresa é líder no quesito satisfação dos usuários, conforme a pesquisa ‘Escolha PME’, com índice de 88,7%.

iFood

Recentemente a empresa lançou o iFood Benefícios, ofertando Vale Refeição e Vale Alimentação. 

Vantagens: A empresa oferece cartão físico com bandeira Elo e um aplicativo para o próprio colaborador gerir e redistribuir os valores de Alimentação e Refeição. No iFood Benefícios o custo para a empresa é zero e sem taxas extras. Você só paga o valor total dos benefícios aos colaboradores.

Rede de atendimento: Com o cartão físico Elo, o colaborador pode usar o cartão em mais de 4 milhões de mercados e restaurantes. Os créditos no vale alimentação e refeição também podem ser utilizados no delivery do iFood, com refeições ou itens de mercado em mais de 236 mil estabelecimentos.

Sodexo 

Vencedora do Prêmio ElogieAki nos anos de 2015, 2016 e 2017 na premiação “As empresas mais elogiadas do Brasil”, na categoria benefícios.

  • Vantagens: de acordo com o levantamento da ‘Escolha PME’, realizada pelo Estadão, a Sodexo ficou em primeiro lugar na categoria empresa preferida no ramo de benefícios de alimentação, com 23% da preferência, enquanto a Alelo ficou com 19%. Os principais pontos positivos são a rede de aceitação do cartão, preço, qualidade do serviço prestado e reputação.
  • Rede de atendimento: A Sodexo atende 80 países, incluindo o Brasil. Os dados divulgados pela empresa revelam que eles possuem 89 mil clientes, 392 mil estabelecimentos credenciados e 6,4 milhões de usuários.

Ticket

Tradicional no mercado de benefícios, a Ticket foi a primeira empresa parceira do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT).

  • Vantagens: Possui um clube de benefícios com diversos parceiros que oferecem descontos para os usuários do cartão.
  • Rede de atendimento: possui mais de 320 mil estabelecimentos credenciados, cerca de 5 milhões de usuários e mais de 70 mil empresas-clientes.

Como escolher a melhor opção de cartões refeição e alimentação?

Como você pode ver, os benefícios dos cartões refeição e alimentação são inúmeros, tanto para a empresa quanto para os colaboradores. E as empresas líderes no segmento de benefícios de alimentação, Alelo, Sodexo e Ticket, apresentam vantagens semelhantes, por isso, os principais aspectos que você deve considerar são os valores cobrados por cada uma e a rede de atendimento na sua cidade.

Portanto, a opção ideal de cartões refeição e alimentação é aquela que esteja mais próxima da realidade da sua empresa e da sua equipe, proporcionando mais segurança, comodidade e flexibilidade.

Gostou do nosso artigo? Entendeu por que o vale refeição é importante para os colaboradores da sua empresa? Com a Convenia você não para de aprender. Baixe agora mesmo o nosso e-book: Reavaliação do pacote de benefícios como ativo para diminuir custos.

CTA
New call-to-action

Clique para avaliar esse post!
[Total: 2 Média: 5]

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Este post tem 4 comentários

  1. Vamir Virtuoso

    Com faz para ter o cartão refeição e alimentação juntos?

    1. Paulo Silva

      Olá Vamir! Você deve verificar isso com o RH da sua empresa. 🙂

  2. Pi

    O tempo de leitura indicado está completamente errado. Como ler um conteúdo tão robusto em menos de 1 minuto?

    1. Gabriela Seho

      Olá Pi, tudo bem?

      O tempo de leitura desse artigo é de 6 minutos 😉

Contribua com este post