Plano de retenção de talentos: aprenda a implantar em 9 passos

Tempo de leitura: 6 minutos

Elaborar um plano de retenção de talentos que gere bons resultados é um dos principais desafios para os que atuam no setor de Recursos Humanos e contam com colaboradores talentosos e produtivos na empresa.

Está perdendo talentos, mas não sabe o que fazer para retê-los? Então, baixe aqui o eBook GRATUITO e aprenda a fazer um plano de retenção de talentos eficiente. Comece a reter funcionários sem depender de aumento salarial!

Levando em conta a dificuldade de encontrar mão de obra qualificada, que assola o mercado brasileiro nas mais diversas áreas, ao longo da última década, fica óbvia a necessidade de manter os colaboradores que se destacam com alto desempenho na rotina de trabalho. A elaboração de um plano de retenção de talentos é fundamental para atingir esse objetivo.

Mas, como elaborar um Plano de retenção de talentos?

Para que você entenda melhor como manter na sua empresa os colaboradores de maior valor e produtividade, fique atento aos 9 passos para desenvolver um bom plano de retenção de talentos.

1. Modifique a responsabilidade pela retenção de talentos

Coloque a responsabilidade da retenção de profissionais nos gerentes e supervisores que estão diretamente ligados ao colaborador. Para isso, conecte metas de desempenho e bônus à sua capacidade de reter funcionários.

Essa atitude é necessária porque apenas esses funcionários conseguirão definir quais tipos de competências e habilidades um novo colaborador precisará ter para conseguir desempenhar sua função da melhor forma dentro da instituição.

2. Mude a prioridade no ambiente de trabalho

Dê prioridade à manutenção de um ambiente de trabalho motivador e não deixe de prestar atenção à possibilidade de oferecer horários flexíveis. Assim, abre espaço para que os funcionários equilibrem vida pessoal e profissional.

Também é importante permitir que esses colaboradores possam adquirir mais conhecimento sobre a sua área de atuação, por meio de cursos e participação em eventos do seu setor. Além disso, incentive a equipe a trocar conhecimento entre si.

3. Faça um plano de retenção de talentos e de carreira

Tenha um plano de carreira eficiente e promissor para os funcionários, oferecendo promoções e evolução dos profissionais com os mais altos níveis de desempenho. Os funcionários precisam saber que, dentro da sua empresa, eles contam com oportunidade de crescimento profissional.

O seu plano de carreira precisa ser bem estruturado e ter delimitadas as funções e as metas necessárias, bem como os requisitos para que se tenha uma bonificação ou promoção dentro da empresa.

4. Meça o nível de engajamento dos colaboradores

Conheça e ofereça ferramentas para medir o nível do engajamento dos colaboradores. Avalie se eles estão participando ativamente das atividades da empresa, contribuindo positivamente para o seu crescimento.

Entretanto, é importante ter delimitado o que deve ser considerado como engajamento, já que nem todas as métricas podem fazer sentido com os objetivos e missões da empresa.

Com as devidas métricas alinhadas, é hora de começar a acompanhar os seus funcionários mais de perto, conseguindo, assim, fazer análises periódicas e encontrar em quais pontos dentro da sua função eles estão tendo maiores dificuldades.

5. Saiba quem são os melhores funcionários

Identifique os profissionais mais talentosos e de alto potencial na empresa, focando seus esforços na retenção. É importante ter em mente que trazer ótimos resultados não é o parâmetro único para se definir um bom profissional.

Também é possível utilizar o chamado PDA (Personal Development Analysis), no qual é possível saber qual o tipo de liderança de cada funcionário. Também, suas habilidades analíticas, comerciais, persuasivas e seu nível de motivação dentro da instituição.

6. Seja referência para o colaborador

Não adianta querer uma boa postura e desempenho dos funcionários se os gestores e superiores não derem o exemplo. É importante que os seus colaboradores tenham em quem se espelhar. Assim, eles conseguirão entender na prática o que é pedido.

Além de melhorar o desempenho da sua equipe, se tornar uma referência ajudará a ter uma melhor postura como líder, além de conseguir ganhar o respeito e confiança dos seus funcionários, em vez de as ordem serem cumpridas apenas por medo ou obrigação.

7. Use a tecnologia como aliada

Existem plataformas de gestão de RH que ajudam a analisar o desempenho dos funcionários, além de facilitar diversas outras atividades do setor. Com o software da Convenia, é possível salvar todos os dados na nuvem, dando mais segurança para as suas informações.

Além disso, um software de RH também ajudará a gerir os benefícios da equipe, um componente bastante importante e que auxilia na retenção de talentos, caso sejam respeitados.

E que tal promover muito mais do que benefícios para a sua equipe? Na Convenia, você ainda poderá contar com um clube de vantagens que oferece descontos em diversos estabelecimentos e opção de cashback em compras.

8. Faça um plano de experiência para seus funcionários

Estabeleça um plano de “experiência de empregador” que seja capaz de satisfazer os colaboradores em diferentes níveis. Faça reuniões com seus profissionais para entender o que deve ser melhorado fisicamente e internamente para que se tenha uma boa experiência de trabalho.

Além disso, é importante deixar bastante claro para a equipe como se dará a sua progressão dentro da empresa, para que eles se sintam engajados a trazer melhores resultados para a empresa, e consequentemente serem recompensados com uma melhor remuneração ou cargos maiores.

Um plano de experiência também auxilia na organização da instituição, já que é possível estruturar os futuros cargos que serão ocupados, além de se certificar de que os colaboradores promovidos terão experiência e competência suficiente para exercer aquela nova função.

9. Facilite a mobilidade de colaboradores

Crie sistemas que facilitem a mobilidade de funcionários dentro da empresa, passando por diferentes departamentos ou até regiões do País onde haja filiais. Esse deve ser um aspecto que deve entrar no plano de carreira dos funcionários, de forma clara e com metas bem definidas.

Um desses sitemas é o Talent Mobility uma forma de fazer com que os funcionários consigam passar por diferentes áreas dentro da empresa (com a permissão prévia dos mesmos) para que eles aprimorem diversas habilidades e se tornem multitarefas.

Assim, aplicando as dicas acima de como implementar um plano de retenção de talentos, você conseguirá manter os melhores profissionais na sua instituição. Isso ajuda a reduzir custos relacionados a novas contratações, além de potencializar o desempenho da sua empresa!

Quer conhecer ainda mais dicas de como reter os seus funcionários, além de oferecer um bom salário? Então, baixe o nosso e-book “Retenção de talentos: Indo além do Salário”!

banner_post_retencao_de_talentos

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.