O que é metodologia Scrum e como aplicar no RH?

O que é metodologia Scrum e como aplicar no RH?

A metodologia Scrum está no grupo dos chamados “métodos ágeis”. Segundo a pesquisaSuccess on Disruptive Times – Expanding the Value Delivery Landscape to Address the High Cost of Low Performance”, produzida pela PMIs Pulse of the Profession, 73% das empresas globais já utilizam esses métodos para gerenciar projetos.

Mas qual é a importância da metodologia Scrum? Que diferença existe entre ela e outros métodos ágeis? Como aplicá-la no negócio? E os benefícios, quais são? Descubra as respostas nos próximos tópicos! Acompanhe.

O que é metodologia Scrum? 

A metodologia Scrum é uma técnica voltada para otimizar a execução de um projeto, tarefa ou estratégia, por meio da divisão em etapas ou sprints. Cada sprint representa um ciclo de duração determinado pela empresa. 

Durante um ciclo, os envolvidos no projeto, tarefa ou estratégia, acompanham diariamente a evolução das demandas. Isso é feito em reuniões que também tem o objetivo de alinhar expectativas, remodelar ações e implementar novas ideias.

A razão para o sucesso da metodologia Scrum é a flexibilidade, que permite a sua adoção em diferentes mercados. Além disso, esse método facilita a identificação de pequenas falhas em projetos antes que se tornem grandes prejuízos para a empresa.

Um detalhe interessante sobre o Scrum está no encerramento do sprint. Em vez de esquecer do finalizado e focar somente no seguinte, a equipe entrega o sprint para um time de revisão que analisa se as metas foram cumpridas. 

Caso a equipe de revisão entenda que existem pontos a melhorar, o ciclo não é finalizado, mas reiniciado para cumprir o que ficou faltando. Como são tarefas pontuais, o prazo para entrega do sprint pode ser reduzido.

Na estrutura original do Scrum, existem as seguintes esferas:

  • Product owner: responsável pelo time do projeto;
  • Time: colaboradores envolvidos no projeto;
  • Backlog: funcionalidades a serem desenvolvidas durante o projeto;
  • Sprint: ciclos do projeto;
  • Scrum master: facilitador da metodologia.

Qual é a diferença entre Scrum e outras metodologias ágeis? 

As metodologias ágeis foram desenvolvidas com base no documento “Manifesto Ágil” que é uma declaração elaborada por um grupo de desenvolvedores de software. Entre os princípios deste documento, estão:

  • Colaboração;
  • Interação;
  • Otimização;
  • Transparência.

Sendo assim, em todos os métodos ágeis, encontraremos esses pilares sustentadores. Mas, e quanto às diferenças entre eles? O que o Scrum tem que as outras metodologias não têm? 

A principal singularidade do Scrum é a facilidade de usá-lo em qualquer setor de uma empresa, área comercial, projeto ou tarefa.

Podemos dizer que o Scrum é o mais democrático e flexível entre as metodologias. É por isso que tanto grandes empresas, como o Google, quanto startups e pequenos negócios, podem desfrutar dos benefícios do Scrum.

Quanto a sua efetividade, o Scrum proporciona o que toda empresa precisa para crescer. De acordo com o livro “Scrum: a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo”, escrito por Jeff Sutherland, o Scrum oferece mais resultados com menos gente, recursos e tempo, bem como com uma qualidade superior.

Outra vantagem apontada pelo livro é que essa metodologia dá espaço para a incerteza e a criatividade. Esses ingredientes são fundamentais para o aprendizado em equipe e para a construção de times com diversidade de perfis profissionais.

6 dicas para aplicar o Scrum no seu setor

O relatórioAgile Project Delivery Confidence”, produzido pela PWC, mostra que os projetos geridos pela metodologia Scrum são 28% mais eficientes do que os direcionados pelos métodos tradicionais. 

Sendo assim, aplicar o Scrum na empresa é uma decisão inteligente. Mas como fazer isso? A seguir, elencamos dicas valiosas.

1. Reestruturação das demandas

O Scrum ajuda os gestores a remodelarem as estruturas dos setores. Porém, antes de inserir essa metodologia, é necessário definir quais demandas serão modificadas. 

Talvez seja a gestão de projetos, as responsabilidades ligadas às funções internas ou o acompanhamento do desempenho dos profissionais.

2. Envolvimento dos times

A implantação do Scrum envolverá a colaboração das equipes. Principalmente, durante a fase de adaptação. Cabe aos gestores ajudar os colaboradores a entenderem o seu papel na introdução do Scrum na empresa.

Nessa fase, é importante considerar um programa de treinamento sobre a metodologia. Isso pode ser feito por meio de palestras, workshops, aulas teóricas e práticas.

3. Criação de espaços colaborativos

Visto ser um método que promove a colaboração, o RH faria bem em criar espaços colaborativos de trabalho. Um modo de fazer isso é por “derrubar” divisões internas e organizar as equipes em ambientes mais abertos. 

4. Engajamento das equipes

Os colaboradores ficam mais motivados a adotarem o Scrum se perceberem o valor prático dele nos projetos e tarefas. 

Sendo assim, é essencial que os gestores criem valor em torno da metodologia para mostrar os efeitos positivos e resultados alcançados.

5. Alinhamento da liderança

Os líderes devem ser exemplos no apoio da implantação do Scrum. Eles podem fazer isso por definirem responsáveis para os projetos, prazos para a finalização dos sprints e as equipes de revisão das etapas. 

Além disso, os líderes devem ressaltar nas reuniões dos sprints, o quanto o Scrum beneficia a gestão estratégica da empresa. 

6. Definição de metas

Como vimos, o Scrum é pautado em metas que são distribuídas em sprints. Para que essas metas sejam razoáveis e coerentes, os gestores podem utilizar a metodologia SMART

Dessa forma, os objetivos serão os 5 pilares do SMART: 

  1. Específicos;
  2. Mensuráveis;
  3. Atingíveis;
  4. Relevantes;
  5. Temporais.

Principais benefícios dessa metodologia para o RH 

Existem grandes vantagens que a metodologia Scrum oferece para o RH. Algumas delas são:

  • Gestão eficiente de pessoas;
  • Agilidade nas demandas;
  • Gestão estratégica;
  • Inovação;
  • Elevação da produtividade dos times;
  • Melhoria do engajamento das equipes;
  • Espírito colaborativo;
  • Otimização dos projetos;
  • Autonomia para os colaboradores;
  • Alinhamento com as grandes tendências do RH 4.0;
  • Melhoria na qualidade das entregas;
  • Acompanhamento pode meio de indicadores de desempenho;
  • Fortalecimento do time perante as mudanças;
  • Projetos mais criativos;
  • Equipes mais motivadas;
  • Melhoria do clima interno;
  • Fortalecimento da comunicação entre gestores e os seus times;
  • Redução do tempo para o alcance de metas;
  • Processos mais transparentes;
  • Diminuição da burocracia e das demandas travadas.

As empresas que utilizam metodologias ágeis se destacam no mercado em que atuam. Sendo assim, podemos afirmar que a adoção da metodologia Scrum é uma estratégia sábia que deve ser considerada pelos líderes.

Quer descobrir se o RH da sua empresa está na jornada da transformação digital? Então, calcule o nível de maturidade digital do seu RH – é rápido, grátis e o resultado sai na hora!

New call-to-action
Clique para avaliar esse post!
[Total: 0 Média: 0]

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Contribua com este post