Março lilás: entenda o motivo dessa data!

Equipe Convenia
Gestão estratégica de RH
  7 min. de leitura

O terceiro mês do ano vem com uma missão muito importante para as organizações e a sociedade. A campanha março lilás tem como objetivo a conscientização sobre o câncer do colo de útero, para que haja prevenção e possibilidade do tratamento precoce. 

Esse trabalho só é possível através do compartilhamento de dados relevantes que podem e devem ser disseminados também no ambiente de trabalho. Quanto mais mulheres alcançadas, maior a chance de salvar vidas.

Descubra o motivo por trás do março lilás e a sua importância na luta para levar informação, diagnóstico e tratamento em tempo hábil para as mulheres.

O que é o março lilás?

A história por trás do março lilás conta com a participação ativa das mulheres. O próprio mês já é lembrado como um período de homenagens a elas, visto que o Dia Internacional das Mulheres é comemorado em 8 de março.

No ano de 1908, na Inglaterra, milhares de mulheres saíram às ruas para protestar pelos seus direitos. A escolha da cor não foi por engano: uma referência ao Movimento Sufragista, que utilizou as cores lilás, branco e verde como símbolo da sua luta pelo direito ao voto.

Mensalmente as organizações realizam campanhas da área de saúde simbolizadas por alguma cor específica. O ano mal começa e o janeiro branco entra em cena para falar da importância de cuidar da saúde mental. O fevereiro roxo vem na sequência conscientizando sobre o Alzheimer, a Fibromialgia e o Lúpus.

O intuito do março lilás é conscientizar as mulheres sobre a importância do cuidado para prevenir o câncer de colo de útero. Além de falar abertamente sobre a doença, a campanha também chama a atenção sobre os sinais iniciais desta enfermidade. 

Quando previamente identificados, aumenta-se as chances para a realização de um tratamento bem-sucedido, que pode garantir  a cura total da paciente.

Ainda que a campanha tenha olhos voltados às mulheres, é possível que pessoas intersexuais e homens trans (pessoas de sexo biológico feminino que transicionaram para o gênero masculino) sejam acometidos pela doença e precisem de acesso à informação. Por isso, é muito importante falar sobre o tema, especialmente nas empresas.

Afinal, o que é o câncer de colo do útero?

O câncer de colo de útero é uma doença com desenvolvimento lento e atuação silenciosa no organismo. A patologia se manifesta a partir da modificação das células, responsáveis pela  formação do câncer de colo uterino. 

Essas células doentes são facilmente descobertas na realização do exame preventivo, também conhecido como papanicolau. A principal causa da doença é a infecção por alguns vírus, conhecidos como HPVs (Papiloma Vírus Humano). 

No Brasil, a incidência do câncer de colo de útero ocorre de forma significativa. A doença é o terceiro tipo de neoplasia de maior ocorrência entre as mulheres.

Esse é um dos principais motivos para o engajamento na campanha do março lilás. Toda e qualquer ação focada no bem-estar no trabalho  e produtividade das colaboradoras merece destaque. Afinal de contas, informar é o primeiro passo tanto para a prevenção, quanto para a busca de um diagnóstico que não seja tardio.

Sintomas

Por ser uma doença que se origina de forma lenta, os sintomas de câncer no colo do útero  aparecem quando o estágio já está avançado. É importante estar  atenta em casos de:

  • Dor na região pélvica;
  • Sangramento após o término das atividades sexuais;
  • Corrimento constante com odores fortes e de coloração amarela e rosa;
  • Sangramento sem explicação aparente.

Alguns quadros mais críticos podem apresentar outros sintomas, como membros superiores com edemas, problemas do aparelho urinário e comprometimento dos sistemas extragenitais.

Como é feito o diagnóstico?

Para confirmar a infecção pela doença é necessário realizar o exame preventivo (ou papanicolau) com um médico ginecologista. O procedimento consiste na coleta de secreção do colo do útero com a ajuda de uma espátula. 

O material biológico é transferido para uma lâmina de vidro, que será cuidadosamente examinada através de aparelho microscópico.

Meios de prevenção

Fatores de risco como iniciação da vida sexual precoce, tabagismo, higiene íntima precária e um histórico extenso de parceiros sexuais podem contribuir para o surgimento da doença.

Todas as mulheres, homens trans e pessoas intersexuais com útero que possuem ou já tiveram vida sexual ativa, e têm entre 25 e 59 anos, devem realizar o exame de prevenção do câncer de colo de útero. 

A mesma orientação também se aplica às mulheres grávidas.

Para melhor desempenho do exame preventivo é necessário seguir algumas orientações que fazem muita diferença:

  • Evitar relações sexuais mesmo que com preservativos até dois dias antes do procedimento;
  • Não fazer uso de ducha e medicamentos na região vaginal dois dias antes da realização do exame;
  • Não estar em época de menstruação.

A frequência de realização do exame dependerá do seu resultado. Não havendo nenhuma alteração, basta repeti-lo no ano seguinte de forma preventiva. Diante de um quadro de saúde sem novas alterações, a duração passa a ser de três em três anos. Os preventivos são realizados gratuitamente nos postos de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Além das possibilidades acima, também é possível buscar a imunização contra a doença através da vacina contra o HPV. A rede pública de saúde disponibiliza doses do imunizante para meninas com idades entre 9 e 14 anos. A vacina também pode ser encontrada em clínicas privadas especializadas.

Campanhas de incentivo ao março lilás

As empresas exercem um papel social muito importante na vida dos seus colaboradores. Afinal de contas, passamos a maior parte das nossas horas semanais no ambiente de trabalho. Por isso, quanto mais comprometidas em ações ligadas à saúde mental, física e ao bem-estar no trabalho, mais as organizações contribuem na prevenção de enfermidades. 

As campanhas do março lilás fazem parte do calendário de RH para 2022 . Para engajar os colaboradores na causa, é comum que as instituições estejam empenhadas em ações relevantes. 

O RH como setor, pode fazer uso do endomarketing e promover eventos e ações internas conscientes para todos os colaboradores. 

Por isso, conheça agora as algumas dicas para promover a campanha do março lilás na sua empresa:

  • Utilizar o benefício de assistência médica da empresa (quando houver) e realizar parceria com profissionais da área de ginecologia para a realização de check-ups das colaboradoras;
  • Presentear os trabalhadores com brindes relacionados ao autocuidado, como camisinhas e cartilhas educativas, com mensagens que as estimulem a cuidarem da saúde nesse contexto;
  • Alterar as peças de comunicação interna para o tema do março lilás, usando uma identidade visual na cor da campanha, assim como entregar acessórios que identifiquem a campanha;
  • Promover palestras e diálogos abertos sobre o tema com a participação de especialistas da área.

Conclusão

A conscientização é a melhor forma de educar, orientar e prevenir doenças. Por isso, o março lilás não pode ficar de fora da programação dos RHs das empresas. 

Colaboradoras comprometidas em ajudar na promoção da saúde para outras mulheres são profissionais que buscam o conhecimento, o desenvolvimento e o exercício da empatia. Sabendo disso, disponibilizamos especialmente para você um Kit  sobre Carreira e empoderamento feminino no RH. Clique aqui para receber o seu!

New call-to-action

Compartilhe nas redes sociais

Posts Relacionados

Contribua com esse post

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Plataforma para gestão de departamento pessoal online.

Automatize suas rotinas de RH e Departamento pessoal e controle os dados de seus funcionários em um único lugar, de onde estiver.

Quer receber todas as novidades do nosso blog?

Se inscreva abaixo e receba conteúdos exclusivos!

[CHECKLIST GRATUITO]Atividades Mensais do Departamento Pessoal

Desenvolvemos esse Checklist para você controlar rotinas como fechamento da folha, solicitação de benefícios, pagamentos de encargos e muito mais.  😉