Como ser um Tech Recruiter?

Marcelo Furtado
Recrutamento e Seleção
  10 min. de leitura

Na hora de selecionar talentos, os profissionais de RH precisam de bastante sensibilidade para serem assertivos. Esta corresponde a principal função de um Tech Recruiter. A competitividade do mercado de trabalho torna cada vez mais necessária a escolha de candidatos com as habilidades certas para evitar a rotatividade de pessoal.

Afinal de contas, escolher o candidato ideal pode gerar uma grande vantagem competitiva no mercado. Por isso, ter as pessoas certas nas posições adequadas é de grande relevância para as organizações. Para ajudar nessa missão, as competências do Tech Recruiter unem o que há de melhor no mundo do RH e da tecnologia. 

Neste artigo você vai saber o que é um Tech Recruiter, a sua importância nas organizações e como se trilhar esse caminho. Boa leitura!

O que é um Tech Recruiter?

Trata-se de um profissional capacitado e preparado para recrutar e selecionar as pessoas certas para uma determinada função na empresa. Pode ser chamado também de recrutador técnico. 

A palavra Tech refere-se a tecnologia. Portanto, ter conhecimento e experiência na área de Tecnologia da Informação (TI) é um diferencial relevante no exercício dessa função. 

Nesse sentido, o cargo exige que o profissional tenha um amplo conhecimento sobre recrutamento e seleção, usando a tecnologia para otimizar processos. 

Quais as funções de um Tech Recruiter?

O recrutador técnico ou Tech Recruiter precisa se posicionar como um um líder em selecionar novos talentos. Vamos conferir agora quais são as principais funções desse profissional: 

  • Criar processos seletivos eficientes de acordo com a estratégia e objetivos da empresa;
  • Analisar quais são as hard skills e soft skills necessárias para uma determinada vaga;
  • Selecionar os melhores currículos e as demais etapas do recrutamento (teste, entrevista online / presencial, etc);
  • A partir da criação das vagas disponíveis na empresa, o Tech Recruiter deverá adicionar as descrições dos cargos;
  • Determinar a estratégia de divulgação das vagas, seja pelas redes sociais, site da empresa, etc.;
  • Ter afinidade com sua função, passar entusiasmo para a equipe e assim gerar uma conexão com as pessoas.

Como ser um Tech Recruiter de sucesso 

Como a área possui bastante concorrência, é preciso que o Tech Recruiter se destaque em sua atuação para conseguir boas oportunidades. Além de possuir empatia, profissionalismo e ética, o recrutador técnico também deve:

  • Ter clareza sobre o que a empresa precisa, indo ao encontro das necessidades e expectativas da organização;
  • Estar alinhado com os demais gestores e lideranças, a fim de “falarem a mesma língua” na hora de contratar um novo profissional;
  • Dominar as técnicas de headhunter e usar a tecnologia para encontrar os novos profissionais;
  • Ajudar a manter o employer branding da empresa, aliado às políticas de benefícios e planos de carreira dos funcionários;
  • Conseguir resolver conflitos a partir da comunicação, criatividade e vontade de crescer com a equipe;
  • Ter autonomia e iniciativa para criar soluções na empresa, agindo de forma assertiva e rápida.

Ter um Tech Recruiter é necessário?

A resposta é sim! A tecnologia está cada vez mais presente em nosso dia a dia e também dentro das organizações. O que antes era manual, passou a ser digital. Os antigos processos ficam para trás e nos deparamos com um mundo novo. 

Nesse sentido, o Tech Recruiter se faz muito necessário para usar a tecnologia e o formato de recrutamento inteligente para encontrar os talentos certos para cada vaga.

Por isso, listamos alguns motivos que podem te provar que ter um TR na sua empresa é importante: 

  • Contar com um profissional especializado em recrutamento e seleção;
  • Ter a chance de diminuir o índice de rotatividade (turnover) dentro da empresa;
  • Manter a equipe engajada e motivada para alcançar os objetivos da organização;
  • Aumentar o índice de retenção de talentos;
  • Processos seletivos mais diretos e que darão resultados por muito tempo (já que os talentos têm maior chance de permanecer na equipe);
  • Ser o braço direito das lideranças da empresa, agindo em conformidade com os objetivos gerais e individuais da organização.

Como posso me tornar um Tech Recruiter?

Se você tem interesse pela área saiba que é totalmente possível atuar nessa profissão.  O mercado de TI e de RH estão em constante desenvolvimento e atualizações. Desse modo, se você está pensando em se tornar um TR para dar um up na sua carreira no RH, veja como trilhar o caminho certo!

Se especialize em RH

Ter a formação de RH já é um começo para se tornar esse profissional. Portanto, se especializar na área fazendo cursos de recrutamento e seleção, gestão de pessoas, MBAs e pós-graduações, já aumenta a chance de se tornar um TR. 

Cursos de Tech Recruiter

Apesar da formação em RH ser interessante para quem deseja trabalhar como TR, para atuar como tal é necessária a formação específica na área. A seguir,  linkamos os principais cursos de TR para você se especializar e aproveitar as oportunidades de crescimento dessa carreira. Basta clicar em cada link para ser direcionado a se inscrever nos cursos:

O RH é uma área que se transformou com o passar do tempo, exigindo um nível de entendimento alto a respeito de como lidar com as pessoas. A internet e a tecnologia se fazem parceiras na lida dos processos internos das organizações. Tudo pronto para ingressar na carreira de TR?

Busque conhecimento em TI

A Tecnologia da Informação é um dos temas que devem estar alinhados com o RH, afinal, todo o processo de digitalização passa por programas e sistemas online. Existem softwares que realizam diversas funções essenciais do RH, como, por exemplo: 

  • Ajudam a recrutar e selecionar candidatos online;
  • Filtram os melhores talentos para cada processo seletivo;
  • Marcam entrevistas e testes com os candidatos;
  • Calculam a folha de pagamento, admissão e rescisão de funcionários;
  • Emitem holerite digital, o que já é um diferencial na sustentabilidade

Busque ampliar suas Soft skills 

As soft skills são aquelas habilidades que aprendemos na prática, lidando com situações que nos deixam mais fortes profissionalmente. Nesse sentido, quais delas você já possui e quais gostaria de exercitar para se tornar um TR?

Trouxemos algumas habilidades que são interessantes não somente para um TR, mas também para outros profissionais:

  • Saber controlar as emoções em momentos de tensão e alto estresse; 
  • Dar importância à comunicação clara; 
  • Desenvolver a criatividade;
  • Estimular a colaboração da equipe;
  • Estar de prontidão para ouvir os colaboradores e demais líderes da empresa;
  • Fazer um bom gerenciamento do tempo;
  • Ser uma pessoa que trabalha em várias atividades sem deixar de lado a qualidade em nenhuma;
  • Criar um planejamento para as atividades serem concluídas sem perder o deadline.

Fluência em inglês 

Busque a fluência em inglês. O inglês deixou de ser uma língua opcional e pouco utilizada no mercado. Com a globalização, esse idioma passou a ser quase uma obrigatoriedade para todas as pessoas, como uma segunda língua materna. 

Para o TR, é muito importante, por exemplo, saber criar e fazer entrevistas com os candidatos em inglês. Inclusive, essa habilidade é relevante para participar de palestras e workshops em outro idioma, e, assim, gerar resultados efetivos para a organização. 

Divulgue nas redes sociais o seu perfil profissional

O LinkedIn é uma das redes sociais mais usadas pelos líderes de empresas que desejam contratar um Tech Recruiter. Então, capriche no seu perfil profissional não somente nessa rede, mas também no Instagram, Facebook, Twitter e até mesmo no WhatsApp. 

  • Evite colocar apelidos no lugar do nome de perfil;
  • Adicione uma descrição chamativa na sua conta;
  • Coloque os cursos e especializações que já fez ou está fazendo;
  • Quais os seus diferenciais, o que só você sabe desenvolver na empresa? Não deixe de postar sobre as habilidades que te diferenciam dos demais no Linkedin!

Quanto ganha um recrutador técnico?

No Brasil, um recrutador técnico ganha em média de R$ 3.000 a R$ 8 mil, podendo chegar até a R$ 14 mil por mês (de acordo com o GlassDoor). Dependendo do grau de senioridade e especialização do profissional, o salário pode ser ainda maior. 

Quanto maior o nível do profissional, melhores serão as oportunidades que ele encontrará no mercado e poderá escolher a que mais lhe agrada. 

Perspectiva de mercado: entenda o papel do Tech Recruiter 

Como mencionamos nos tópicos anteriores, um dos maiores problemas das empresas no Brasil é o alto índice de rotatividade, que chega a 82%. 

De acordo com uma pesquisa feita pela empresa de recrutamento global, a Robert Half, os profissionais estão em busca de melhores oportunidades de trabalho. As principais causas para a alta rotatividade nas empresas apontadas no estudo, foram:

  • Remuneração baixa;
  • Falta de reconhecimento dos profissionais;
  • Pouca motivação e vontade de crescer na empresa;
  • Líderes que não estão engajados com os colaboradores;
  • Falta de benefícios que motivam a equipe, tais como, plano de saúde, vale-alimentação, auxílio-creche, etc.;
  • Funcionários sem perspectiva de carreira na empresa.

É muito importante que a empresa tenha atenção a esses pontos, visto que a organização perde tempo e recursos financeiros para recrutar e contratar um novo profissional. Por outro lado, recrutadores também ficam desmotivados para realizar uma nova contratação, sem as instruções adequadas e pertinentes de um TR.

Essa realidade impacta diretamente a produtividade e motivação dos funcionários em uma empresa. Se um colaborador não se sente parte da equipe ou trabalha com insatisfações profundas, acaba entrando para o índice de turnover. 

Esse cenário só reforça a importância de se ter um TR na empresa a fim de otimizar esses processos a curto, médio e longo prazo. 

Pensando em todas essas informações que trouxemos aqui, ficou mais fácil seguir pela carreira de Tech Recruiter, não é mesmo? Esse é o futuro do RH e de profissionais engajados em tornar os processos de recrutamento e seleção de uma empresa modelos de excelência. 
Para te ajudar nessa temática, preparamos um conteúdo para ajudar a humanizar as relações digitais do setor de Recursos Humanos da sua empresa. Clique aqui e baixe o Manual + Quiz + Checklist gratuitamente!

Compartilhe nas redes sociais

Posts Relacionados

Contribua com esse post

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Plataforma para gestão de departamento pessoal online.

Automatize suas rotinas de RH e Departamento pessoal e controle os dados de seus funcionários em um único lugar, de onde estiver.

Quer receber todas as novidades do nosso blog?

Se inscreva abaixo e receba conteúdos exclusivos!

[GUIA + CHECKLIST GRATUITO]Passo a passo para atrair e reter estagiários

Lidar com a nova geração de talentos tem vários desafios, mas com a prática e seguindo as dicas do nosso Guia + Checklist, tudo se encaixa para dar certo. Confira! 😊