O que é assessment e como a ferramenta pode ajudar o setor de RH?

O que é assessment e como a ferramenta pode ajudar o setor de RH?

O que é assessment e como a ferramenta pode ajudar o setor de RH?

O capital humano é a “mola propulsora” de todo o negócio – esse fato é bem conhecido. Fazendo uma analogia, uma mola precisa estar no lugar certo para cumprir a sua função. Do mesmo modo, os colaboradores só entregaram todo o seu potencial quando alocados nos cargos certos. Mas como conseguir isso? O assessment pode ajudar.

Neste artigo, explicaremos o que é o assessment. Falaremos também sobre como funciona esse método e maneiras de aplicá-lo na empresa. Acompanhe os próximos tópicos!

O que é assessment?

Dito de forma simples, o assessment é um tipo de relatório ou avaliação que tem a finalidade de apontar tendências comportamentais, nível de desempenho, habilidades e competências de candidatos em resposta de processo seletivo, bem como de colaboradores internos.

Com base nas informações fornecidas pelo assessment, os gestores entendem em qual função, cargo, projeto ou atividade, os profissionais são mais compatíveis. Dessa forma, a produtividade e a qualidade dos serviços internos aumentam. Por outro lado, o colaborador utiliza todo o seu potencial em atividades que se encaixam no seu perfil.

Ao analisarmos melhor o impacto do conceito na empresa, percebemos que a princípio é pontual: foco no colaborador ou candidato. Depois, se torna global, pois os efeitos são sentidos em todas as esferas da organização.

Como funciona o método de assessment?

Como dito, o assessment é utilizado como uma importante ferramenta para a identificação do perfil de profissionais. Muitos RHs incluem esse método na gestão de competências, no processo de recrutamento e seleção, além do programa de treinamento de colaboradores e desenvolvimento de líderes.

Na prática, o assessment revela o que o currículo e a aparência externa de um profissional não são capazes de apresentar. Como assim? Imagine que um colaborador atue em uma determinada função por causa das hard skills elencadas no seu currículo.

Após uma avaliação, os gestores descobrem que esse profissional tem soft skills valiosas, como: espírito de liderança, resiliência e facilidade em lidar com pessoas. Diante desse perfil, o colaborador é inserido no programa para desenvolvimento de líderes. Por fim, ele se torna um grande líder na empresa.

Notou? Se não fosse o assessment, talvez esse profissional permanecesse na mesma função por um longo tempo ou receberia uma promoção que não usaria todo o seu potencial. Esse é um dos objetivos desse método: revelar talentos para a empresa.

Tipos de assessment

O método é dividido em, pelo menos, quatro categorias. Cada uma delas toca em uma área da empresa, visando alocar profissionais de acordo com os mais importantes direcionamentos e valores internos. A seguir, apontamos esses tipos.

Assessment pessoal

O assessment pessoal é focado na análise das características de um indivíduo – sejam elas intelectuais ou comportamentais. Esse tipo de avaliação é ideal para a gestão de talentos, visto que direciona promoções, contratações e alocações internas. Além disso, pode ser usado também na construção de times plurais e inclusivos.

Assessment cultural

A cultura organizacional é a identidade ou DNA da empresa. Com a ajuda do assessment cultural, a organização contrata profissionais alinhados com os valores, crenças, missão e objetivos internos. Se por um lado a cultura do negócio é fortalecida, por outro lado, o colaborador se sente conectado e acolhido no ambiente da empresa.

Assessment para desempenho

Esse tipo de assessment mensura índices de produtividade. Dessa forma, os gestores percebem quais colaboradores apresentam os melhores desempenhos. Com a ajuda dessa avaliação, é possível entender, por exemplo, se um profissional produz mais no home office, no escritório físico ou alternando entre os dois.

Coaching assessment

Já o coaching assessment atua no desenvolvimento pessoal e da carreira dos colaboradores. Na prática, esse formato potencializa uma competência ou habilidade já identificada.

Voltando ao exemplo do colaborador que foi incluído em um programa de desenvolvimento de líderes, o coaching assessment trabalharia em cima das soft skills dele. Além de adequá-las ao cargo de líder, as alinharia também com a cultura e os desafios enfrentados dentro da empresa.

4 usos para o assessment

No geral, a estruturação do método possui quatro fases: planejamento, execução, verificação e readaptação. Quando todas essas etapas são bem construídas, o assessment pode ser utilizado em diversos processos internos. Vejamos alguns deles.

Planejamento de carreira

Quando a empresa implanta o assessment, os colaboradores têm em mãos uma ferramenta para direcionar o seu plano de carreira. Sendo assim, eles podem solicitar aos gestores que sejam incluídos em um programa interno que utilize essa metodologia. Dessa forma, eles conseguem planejar melhor os seus objetivos profissionais.

Recrutamento e seleção

No processo de recrutamento e seleção, o assessment auxilia tanto na contratação de talentos quanto na construção do perfil profissional adequado para cada função. Nesse último caso, isso é possível por meio da coleta de dados sobre o desempenho dos profissionais internos ao atuarem nos seus respectivos cargos.

Desenvolvimento de colaboradores

O assessment ajuda os profissionais a desenvolverem o autoconhecimento. Dessa forma, os colaboradores entendem quais são os seus pontos fortes, fracos, habilidades e competências. Diante desse entendimento, eles obtêm uma maior autonomia sobre a trajetória profissional, além de trabalharem com mais satisfação e produtividade.

Retenção de talentos

A retenção de talentos está muito ligada a experiência dos colaboradores (employee experience) dentro da empresa. Quando o RH utiliza o assessment, os profissionais percebem que a organização se importa com o progresso deles tanto na carreira como na vida pessoal.

Ao observarem também os bons resultados nos serviços que realizam, os colaboradores passam a amar trabalhar na organização. Esse sentimento faz com que pensem duas vezes antes de aceitar outra proposta de emprego.

Sem dúvidas, o assessment tem um papel fundamental na gestão de pessoas feita pelo RH. Aplicando as sugestões que demos neste artigo, esse método trará excelentes resultados para as equipes e toda a empresa.

O que achou do nosso artigo? Entendeu a importância e como aplicar o assessment no RH da sua organização? Aproveite para baixar o e-book: Como potencializar as principais competências de 2021 nos seus colaboradores!

New call-to-action

 

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Contribua com este post