Carreira em W: o que é e quais as vantagens para as empresas?

Carreira em W: o que é e quais as vantagens para as empresas?

Carreira em W: o que é e quais as vantagens para as empresas?

Carreira em W é formada por diversos elementos, de modo a garantir mais flexibilidade e dinamismo aos funcionários. Portanto, com essa estratégia, um mesmo colaborador pode: 

  • cuidar das tarefas das quais é especialista 
  • gerenciar outra equipe ao mesmo tempo.

Em outras épocas, os profissionais tinham uma linha prática de evolução em suas carreiras. Ou seja, começavam em cargos mais baixos e cresciam sucessivamente até alcançar a posição desejada — geralmente, cargos de liderança.

Contudo, com o passar dos anos, as organizações começaram a enxergar o crescimento padrão de outra forma, dando lugar à carreira em Y e, posteriormente, em W.

Enquanto na carreira em Y o profissional passava a ter duas opções de desenvolvimento paralelas para seguir, a carreira em W se tornava uma opção ainda mais abrangente.

Sendo assim, em vez de optar por ser gestor de uma área ou especialista em determinado assunto, o colaborador adquire a possibilidade de se tornar líder ao mesmo tempo em que mantém a sua especialidade.

Quer conhecer um pouco mais sobre esse plano de carreira bastante amplo? Então, continue a sua leitura e veja quais as vantagens que esse modelo pode trazer para os colaboradores e também para a empresa!

Descubra o que é a carreira em W

Essa estratégia leva em conta que precisamos de especialistas que compreendam o funcionamento de uma empresa como um todo. Entretanto, que também saibam como tomar outras decisões.

Assim, os profissionais que desenvolvem a sua carreira em W são multidisciplinares e podem desempenhar diferentes funções.

O plano de carreira em W é formado por diversos elementos, de modo a garantir mais flexibilidade e dinamismo aos funcionários.

Contudo, a carreira em W visa somente dois caminhos simultâneos: especialista técnico e gerencial.

Entenda como ela funciona

A carreira em W surgiu a partir da deficiência do mercado em fornecer mão de obra profissional capaz de oferecer serviços mais técnicos e habilidades gerenciais.

Dessa forma, esse modelo de carreira proporciona uma versatilidade muito grande, pois permite que o profissional se desenvolva mais amplamente e alcance os atributos gerenciais sem precisar passar por todas as etapas, como no modelo anterior.

Em outras palavras, esse modelo funciona de modo a dar novas oportunidades para que os trabalhadores se qualifiquem em diversas áreas, permitindo a sua atuação em nichos distintos e, consequentemente, ocupando vagas melhores.

Além disso, essa é uma oportunidade para criar equipes de trabalho mais qualificadas e engajadas com as suas atribuições.

Conheça os objetivos de uma carreira em W

Diante disso, os principais objetivos desse modelo de carreira é

  • sistematizar a evolução de cargos, 
  • incluir novas habilidades nos profissionais
  • entrega de resultados melhores  
  • produtividade mais alta. 

Com esse formato mais ágil e dinâmico, é mais fácil criar valores competitivos, elevando técnicos e líderes ao mesmo nível.

Portanto, o objetivo de uma carreira em W é qualificar a mão de obra para se apresentar capaz de tomar decisões importantes no negócio como um todo. Afinal, sem o conhecimento essencial para conduzir essas atividades, ela continuará a apresentar quedas de rendimento.

O papel do RH no desenvolvimento da carreira em W?

Podemos dizer que, o desenvolvimento da carreira em W é um trabalho conjunto entre a empresa e o colaborador. Como assim? Vamos explicar. Começando pela responsabilidade do profissional, cabe a ele a decisão de ingressar ou não nessa trajetória de carreira.

Sendo assim, antes de tomar essa decisão, é importante que faça um planejamento do plano de carreira. Dessa forma, o colaborador gerencia seu futuro profissional em vez de ficar à mercê de opiniões e estratégias alheias.

Outro benefício de elaborar o próprio plano de carreira é o senso de realização. No caso da trajetória em W, seja para uma função de liderança ou de consultoria, o colaborador se sentirá feliz de saber que chegou lá “com as próprias pernas”.

E qual é o papel do RH no desenvolvimento da carreira em W? A construção do plano de sucessão ou encarreiramento. Isso significa organizar funções, cargos e promoções (com seus respectivos critérios e atribuições).

Essa tarefa seria como pavimentar o caminho e sinalizar os acessos no decorrer da trajetória do profissional. O resultado é que os colaboradores sabem exatamente como, onde e quando alcançarão novos degraus da carreira em W.

Confira as vantagens desse modelo de carreira

Com a proposta de um novo modelo de carreira, as organizações têm uma excelente alternativa para se adaptar às novas exigências do mercado. 

Com a valorização de talentos apresentada no caminho em W, as empresas em dificuldades tendem a retomar o seu crescimento por meio de profissionais mais qualificados.

Veja, a seguir, algumas vantagens exclusivas para as partes envolvidas:

Para os colaboradores

Sem dúvida, a carreira em W proporciona aos trabalhadores acesso a novas oportunidades de crescimento. Esse profissional pode se preparar para atuar tanto em cargos mais técnicos quanto em posições gerenciais.

Além disso, quando necessário, podem ocupar cargos que exijam funções específicas nos dois campos de atuação.

Dito isso, um profissional que se desenvolve dessa forma pode acabar migrando mais facilmente de um cargo para outro. Outro detalhe que merece destaque é que quanto mais completo um funcionário se sente, mais motivado e satisfeito com o trabalho pode ficar.

Ainda, profissionais multidisciplinares têm um capital humano muito valorizado no mercado de trabalho. 

Para as empresas

Já para as empresas, contar com colaboradores que desenvolvem a sua carreira em W é também bastante importante, uma vez que eles terão uma visão muito mais ampla dos negócios. 

Um profissional com esse perfil costuma ser: 

  • bem desenvolvido 
  • interessado tanto na área de comunicação e inovação quanto na de negociação e gestão de conflitos.

Além disso, ao contar com colaboradores que dominem cada vez mais os conhecimentos técnicos, fica mais fácil sair de alguma crise ocasionada por baixos resultados.

Veja como implementar o plano de carreira em W

Para que os seus colaboradores cresçam com a carreira em W, é preciso investir no desenvolvimento de mais de uma competência.

O profissional deve se sentir preparado para assumir posições importantes e, por isso, tem que dominar os campos de liderança e tomada de decisão, além da competência técnica.

O colaborador também precisa ser versátil e conseguir alinhar todas as suas habilidades profissionais — vale destacar que nem todos os seus funcionários terão interesse nessa estratégia.

A carreira em W permite que os profissionais cresçam dentro da empresa por meio da troca de cargos tanto de modo vertical como horizontal, ou seja, a evolução não acontece dentro de uma mesma área o tempo todo. 

Como incentivar seus colaboradores?

Durante este artigo, ficou claro que a carreira em W é pautada no incentivo à liberdade, autonomia e protagonismo dos profissionais internos. Se a empresa tem essa cultura, o desejo é que todos os colaboradores adotem o perfil da autogestão, certo?

Mas e se nem todos fazem isso? Como a organização pode estimular os que têm dificuldades em tomar as rédeas da carreira? Vejamos algumas dicas

Programa de treinamento

Os programas de treinamento devem oferecer conteúdo, técnicas e metodologias que ajudem os profissionais a direcionarem a própria carreira. Além disso, é importante que sejam realizadas dinâmicas, individuais ou em grupos, monitoradas por tecnologias e indicadores de desempenho.

Dessa forma, os gestores descobrem bloqueios emocionais ou pontos fracos que impedem o profissional de ter mais autonomia. Qualquer dificuldade pode ser superada por meio de um bom processo de coaching, mentoria ou técnicas da neurociência.

Feedbacks

Feedbacks regulares e bem direcionados são verdadeiros estímulos para aumentar a confiança dos colaboradores. Para ter esse efeito, os aconselhamentos precisam ser baseados em relatórios sobre o desempenho e desenvolvimento dos profissionais.

Ao indicar potencialidades e apontar pontos a melhorar, os gestores fomentam também o autoconhecimento do time. O resultado é que passam a criar o hábito de se analisar – algo que reforça as qualidades e melhora a segurança pessoal.

Enfim, esse modelo de plano de carreira oferece mais satisfação e desafios aos seus colaboradores, e, com isso, a sua empresa consegue atrair e reter talentos.

Além disso, os resultados da organização podem ser muito melhores quando há funcionários versáteis e flexíveis, capazes de enfrentar qualquer dificuldade de forma positiva.

O que achou do nosso artigo? Gostou de conhecer a carreira em W e as vantagens que oferece para as empresas? Aproveite para aumentar os seus conhecimentos sobre gestão de pessoas! Baixe agora mesmo o e-book: PDI – Guia completo sobre o Plano de Desenvolvimento Individual.

  New call-to-action

Marcelo Furtado

Marcelo Furtado é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP. Iniciou sua carreira na Pepsico e posteriormente trabalhou 8 anos com gestão de ativos em hedge funds. É cofundador da Convenia, primeiro software na nuvem de gestão de departamento pessoal voltado para pequenas e médias empresas no Brasil. Marcelo também atua como professor de Marketing Digital na ESPM-SP e mentor na ACE e Google Campus.

Contribua com este post