Indicação de funcionários: como criar um programa eficiente?

Indicação de funcionários: como criar um programa eficiente?

Tempo de leitura: 6 minutos

O desafio principal de toda equipe de atração e seleção é garantir a escolha dos melhores profissionais. Pode até parecer algo simples, afinal, há muitas pessoas aguardando uma oportunidade de emprego, mas é feita uma análise detalhada e longa do candidato. Além disso, é preciso que a empresa disponha de atrativos para que os profissionais queiram fazer parte do time, como é o caso dos benefícios.

Uma forma de otimizar o processo de recrutamento e, também, promover o engajamento interno dos seus colaboradores é investir no desenvolvimento de um programa de indicação de funcionários. Com essa estratégia, a equipe de Recursos Humanos terá em mãos uma ferramenta muito poderosa para fortalecer a cultura e os resultados da empresa. Se você quer saber como implantar esse tipo de programa, continue a leitura!

O que é um programa de indicação de funcionários?

O programa de indicação de funcionários é uma boa prática que funciona para os processos seletivos internos e externos. Nesse modelo, quando um colaborador indica um profissional para uma vaga, e este assume a posição, ganha uma recompensa. Essa ação, além de contribuir para o engajamento interno, é uma importante ferramenta para aprimorar o processo seletivo: reduz o tempo de recrutamento e gera otimização de custos para o negócio.

Como é a indicação de funcionários?

Cada empresa tem a sua forma para promover a indicação de profissionais, mas como um todo, a equipe de recrutamento e seleção anuncia as vagas pelos canais de comunicação internos e os colaboradores formalizam a indicação de um colega. O ideal é que as vagas em aberto sempre sejam divulgadas primeiramente para as candidaturas internas. Com essa atitude, a empresa mostra que valoriza o seu quadro de colaboradores.

Caso o processo seletivo interno não seja efetivo, as vagas são destinadas para a seleção de profissionais do mercado. É importante que o programa de indicação também seja possível nessa etapa. Assim, os funcionários que conhecem profissionais aderentes ao perfil da vaga, e que querem fazer parte da sua organização, podem indicá-los.

Políticas internas

Para fazer uma indicação é importante ter alguns critérios. É claro que o colaborador não vai querer prejudicar a sua imagem ao indicar algum profissional, o que já facilita muito para o time de seleção, mas alguns cuidados precisam ser reforçados. É importante que a indicação esteja de acordo com as premissas previstas na política interna da empresa.

Cada organização tem a sua própria política, alinhada aos seus valores e cultura, mas é natural ver algumas práticas comuns entre as empresas. Por exemplo, elas costumam não fazer a contratação de familiares para o mesmo setor.

Assim, para que uma indicação seja feita, é importante que o colaborador esteja atento para qual área é a vaga. A não contratação de familiares para um mesmo departamento se deve a questões de compliance, favorecendo a transparência da organização.

O que fazer para implantar esse modelo?

Para desenvolver um programa de indicação de funcionários, a equipe de atração e seleção deve conhecer bem quais são os valores da empresa. Ela precisa estar munida de dados estratégicos e ciente de que esse novo procedimento ainda vai passar por muitos ajustes.

Isso porque à medida que os indicadores do processo forem sendo consolidados, os analistas de recrutamento conseguirão enxergar oportunidades de melhorias. Abaixo, confira algumas dicas para criar um programa eficiente!

Conhecer o perfil dos colaboradores

Quando falamos de qualquer processo relacionado à gestão de Recursos Humanos, é imprescindível que a área conheça bem os colaboradores que fazem parte da empresa.

No entanto, conhecer não significa segui-los nas redes sociais ou saber detalhes da sua vida, mas ter em mãos dados estratégicos em relação ao perfil do time. Lembrando que isso ainda pode variar entre setores, pelo tipo de atividade exercida.

Para tanto, os gestores podem, e devem, usar as ferramentas do People Analytics para conhecer melhor o seu quadro de funcionários. Esses dados são utilizados na inteligência do negócio e são estratégicos para direcionamentos da empresa. Com eles é possível identificar os gaps nos processos da gestão de pessoas, oportunidades de desenvolvimento e, ainda, promover a redução sistemática dos custos em RH.

Definir critérios para a indicação

Na norma de procedimentos para o programa de indicação de funcionários é interessante deixar estipulado critérios. Pode-se definir um prazo limite e para qual cargo cada classe de colaborador pode sugerir uma nomeação. Assim, o trabalho do RH fica ainda mais fácil porque foi imposto um crivo maior para que a indicação seja processada.

Validar o valor da indicação

Ao indicar um profissional e esse for aprovado para a função, é interessante que o colaborador responsável por essa nova parceria receba um reconhecimento por isso. Há diversas estratégias que podem ser usadas com esse fim, mas a mais interessante é dispor de um clube de benefícios que oferecerá uma “premiação” para esse funcionário.

Estruturar a sua divulgação

Para que isso funcione de forma efetiva, é importante que a divulgação da norma seja feita nos canais adequados e esteja de fácil acesso para os colaboradores. Uma maneira de fazer isso é ativar uma campanha de engajamento e promover a divulgação nas reuniões coletivas comuns ou, então, anunciar o projeto em algum grande evento interno.

Ações de e-mail marketing também são válidas, mas devido à rotina, a tendência é que sejam vistas por menos pessoas. Para as empresas que disponibilizam o serviço de televisão corporativa, uma ideia interessante é fazer a ativação da campanha por esse meio de comunicação. Com certeza, o alcance será maior.

Quais são os benefícios do programa de indicação de funcionários?

Implantando esse formato de programa para os processos seletivos, a sua empresa está reforçando a posição do colaborador como ponto-chave para o sucesso do negócio.

Ao permitir que ele indique outros profissionais para integrarem a empresa, a sua marca demonstra que a construção da sua história é feita em total parceria com seus funcionários. Isso fortalece a cultura da organização e a sua estratégia de employer branding.

Assim como o programa de indicação de funcionários, os benefícios são ótimos recursos para que as empresas atraiam mais profissionais de alta performance e estimule a redução do turnover. Aliando essas duas estratégias, com certeza, a sua organização sairá na frente de outras e conquistará o desejo de pertencimento por parte dos seus colaboradores e profissionais do mercado.

Agora que você sabe como engajar a equipe com o programa de indicação, que tal implementar mais a sua estratégia de employer branding? Então, baixe agora mesmo o nosso e-book “Clube de Vantagens: como criar um para sua empresa”!

Clube de Vantagens: Como Montar Em SUa Empresa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *