13o-salarioEntenda como calcular o 13º salário e fuja de problemas e conflitos na hora de receber esta remuneração

Aguardado ansiosamente pelos trabalhadores no último mês de cada ano, o 13º salário é uma remuneração capaz de desafogar muitos trabalhadores com dívidas e cheios de contas a pagar no período das festas de fim de ano. No entanto, muitos profissionais ainda encontram dúvidas na hora de calcular esse benefício, e entender como é feita a conta desse salário é fundamental para evitar confusões e até prejuízos.

Embora o cálculo do 13º salário seja, de uma forma geral, bastante simples; é preciso estar ligado nos diferentes itens que compõem a base dessa conta. Dividido em duas parcelas, o 13º tem sua primeira parcela paga ao trabalhador – geralmente – próxima ao dia 30 de novembro de cada ano (podendo ser paga desde o dia 01 de fevereiro, de acordo com solicitação do empregado em função de férias), ficando a segunda parcela com limite para pagamento até o dia 20 de dezembro.

Correspondendo a 1/12 (um doze avos) da remuneração de cada mês trabalhado, o 13º normalmente é equivalente a um salário líquido a mais no bolso do trabalhador que já atua na mesma empresa há um ano completo. A primeira parcela, no entanto, representa metade do salário do trabalhador no mês anterior ao seu recebimento (já que o funcionário pode requisitar esse adiantamento em diferentes épocas o ano); enquanto a segunda parcela corresponde à metade do valor do salário do profissional no mês de dezembro.

Vale lembrar que a média de remunerações como comissões e horas extras também entram na base de cálculo do 13º salário, e que INSS e IR também são descontados desse pagamento, sendo que o desconto do INSS varia segundo o valor da remuneração bruta do profissional.

Imagem: reprodução

Auto-avaliação Departamento Pessoal

Sobre o autor

Marcelo Furtado

Cofundador do Convenia, empresa de tecnologia para a área de recursos humanos de pequenas e médias empresas. É responsável pela criação e execução da estratégia de inbound marketing da empresa que já atraiu mais de 15.000 leads. Formado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Engenharia Financeira pela Poli-USP, Marcelo iniciou sua carreira na área de vendas da Pepsico. Logo em seguida iniciou uma trajetória em gestão de Hedge Funds internacionais, tendo trabalhado na Carval Investors e Financial Investimentos. Marcelo também é professor de Inbound Marketing na ESPM.